núcleos de

Pesquisa

Atualmente contamos com 06 núcleos, grupos e coletivos de pesquisa.

v
nossos

Núcleos, Grupos e Coletivos de Pesquisa

CENTRO DE ESTUDOS AFRÂNIO COUTINHO (CEAC)

Inaugurado em 15 de março de 2005, com apoio da Fundação Vitae, da Fundação Universitária José Bonifácio (FUJB), da Prefeitura da UFRJ, do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ e da Faculdade de Letras, o CEAC é coordenado por Eduardo Coutinho, com vice-coordenação de Teresa Cristina Meireles, contando com Conselho Diretor composto por Eduardo Portella, Beatriz Resende, Heloísa Buarque de Holanda, Edson Rosa (PPG em Letras Neolatinas da UFRJ) e Godofredo de Oliveira Neto (PPG em Letras Vernáculas da UFRJ). Atende pesquisadores de todo o país, que se dirigem a seu acervo para consulta de materiais inéditos e obras raras. Os serviços prestados pelo Centro à comunidade acadêmica dividem-se basicamente em três linhas: atendimento aos pesquisadores para consulta ao acervo, desenvolvimento de projetos de pesquisa e organização de publicações, eventos e outras atividades acadêmicas. Para tal, o CEAC conta com um acervo de cerca de cento e vinte mil itens entre livros (aproximadamente 80 mil), documentos e material iconográfico. Grande parte dos livros foi incorporada ao acervo central da Biblioteca José de Alencar (da Faculdade de Letras) para consulta e empréstimo, enquanto as obras raras, as autografadas e as primeiras edições encontram-se no próprio CEAC e estão disponíveis apenas para consulta. É importante ressaltar que este acervo – formado pelo Prof. Afrânio Coutinho, um dos fundadores do Programa, ao longo de toda a sua vida – se constitui de obras relevantes para a pesquisa em diversos campos da área de Letras (teoria literária, historiografia literária, crítica literária, literatura brasileira…) e também das artes, da comunicação e da cultura. Através de consulta à Base Minerva os pesquisadores podem obter informações mais precisas sobre a localização das obras que desejam acessar.

GRUPO POESIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Coordenado pelo professor Alberto Pucheu, foi criado com o propósito de pensar a poesia contemporânea em diálogo interdisciplinar com a teoria literária, a filosofia, a história, o comparativismo e outras áreas afins. Acolhendo docentes, estagiários de pós-doutoramento, discentes de pós-graduação e graduação, o Grupo acata uma abertura ao estudo da poesia realizada no Brasil, de modo a ajudar na compreensão do que vem sendo realizado nas últimas décadas. Além de buscar tal reflexão sobre a poesia, realiza pesquisas acerca do próprio contemporâneo, levantando a hipótese de haver na poesia uma compreensão específica de contemporaneidade. O Grupo Poesia Brasileira Contemporânea tem mantido há anos interlocução com o Grupo de Pesquisa Escritura: linguagem e pensamento, coordenado por Piero Eyben (UnB).

LABORATÓRIO DA PALAVRA

A emergência das novas tecnologias digitais e seus impactos em todas as esferas da vida social não podem ser ignorados pela área de Letras. Como os escritores estão enfrentando as exigências e desafios do universo digital? Quais os horizontes que estão se delineando para o escritor e seu editor? Este é o quadro das perguntas que o novo contexto coloca para os cursos de graduação relacionados à literatura e para o sistema literário, que também se reflete no ensino em creches, escolas de níveis fundamental e médio, no ensino técnico e na universidade. Afinal de contas, como estamos formando novos leitores e como as novas tecnologias estão participando dessa formação? Como estamos tratando as possibilidades de explorar a leitura no ensino? E como, no ensino, podemos nos relacionar com as novas tecnologias e meios de produção? Há uma série de novas questões para a pesquisa, ensino, criação, recepção e circulação de conteúdos, que não podem perder de vista que o Brasil revelou, nas últimas décadas, um boom de autores, publicações e editoras.

 

Mais informações em: https://pacc.letras.ufrj.br/lab-da-palavra/

LABORATÓRIO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS

O laboratório de tecnologias sociais Universidade das Quebradas é uma experiência acadêmica de extensão na área da cultura, que pretende consolidar um ambiente de troca entre saberes e práticas de criação e produção de conhecimento, articulando experiências culturais e intelectuais dentro e fora da academia.

Os pontos inovadores dessa metodologia são determinados pelo conceito ecologia de saberes entendido como o equilíbrio sistêmico entre as diversas formas de saberes vernaculares e acadêmicos, (científicos e técnicos) e a longa trajetória histórica de silenciamento de certos saberes não formais por outras formas dominantes de conhecimento.

 

Mais informações em: https://pacc.letras.ufrj.br/universidade-das-quebradas/

LABORATÓRIO DE EDIÇÃO (LABEDIÇÃO)

Coordenado pelo professor Ricardo Pinto de Souza, este laboratório instalado em 2012 em espaço anexo ao Centro de Estudos do PPG tem por objetivo preencher uma lacuna tanto acadêmica quanto educativa, oferecendo cursos e atividades de formação voltadas para o aprendizado de ofícios ligados à produção e edição de livros, além de incentivar a pesquisa em nível de Iniciação Científica nas áreas de teoria e história do livro e da leitura, novas mídias e tecnologias do livro. No âmbito da pesquisa, os trabalhos se distribuem em 2 linhas: 1) relação entre poética e edição, ou entre aspectos estéticos do texto e sua materialidade enquanto objeto editado, impresso e que pertence a um sistema de circulação, a um mercado; 2) história da edição, especialmente em ambiente brasileiro, além das questões surgidas com as novas mídias e a internet. O Laboratório de Edição é ainda responsável pela produção de livros financiados ou apoiados pelo Programam de Pós-Graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, responsabilizando-se pela revisão e edição de originais, e pelo trabalho gráfico. Os livros são pensados e produzidos pelos monitores e publicados através das editoras parceiras de cada projeto.

 

Mais informações em: www.ciencialit.letras.ufrj.br/labedicao.html

LABORATÓRIO DE TEORIAS E PRÁTICAS FEMINISTAS (PACC - UFRJ)

“O Laboratório de Teorias e Práticas Feministas entende que não é possível separar o estudo teórico das epistemologias feministas de uma prática situada. Como coloca Donna Haraway, o pensamento é uma ação em si mesmo. Nesse sentido, este grupo de pesquisa pretende funcionar como um espaço descentralizado de experimentação, estudo e debate em torno de teorias e práticas que – mesmo nem sempre se autodenominando feministas – tenham por objetivo movimentar os lugares tradicionalmente definidos para as mulheres na academia, nas artes, na política e na cultura de modo geral. Trabalhando desde diversas perspectivas feministas, articulando pontos de vista plurais e críticos, o Laboratório é um espaço aberto a todas e todos, sejam ou não da Universidade; declaradamente feministas ou de outras tendências que compreendam a necessidade de discutir e transformar teorias e práticas na universidade e na vida”.

 

Mais informações em: https://pacc.letras.ufrj.br/lab-feminista/

PROGRAMA AVANÇADO DE CULTURA CONTEMPORÂNEA (PACC)

Integra pesquisa e atividades de extensão em uma experiência inovadora no campo dos Estudos Culturais. Abriga contribuições interdisciplinares produzidas nos centros de pesquisa da UFRJ e de outras entidades acadêmicas e culturais, bem como de organizações da sociedade civil. No contexto das investigações sobre cultura contemporânea, temas como mídias digitais, novas experiências artísticas, dinâmicas da desigualdade e fluxos migratórios globais são objetos de estudo desse núcleo, que se organiza como um ambiente de troca e convivência acadêmica, abrigando pesquisadores permanentes, associados e visitantes em 3 linhas de pesquisa: Cultura e Desenvolvimento, Imaginários Urbanos e Novas Tecnologias. Inicialmente instalado no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, em 2013, vinculou-se diretamente ao PPG ao acordar a transferência de sua sede para a Faculdade de Letras da UFRJ. Inaugurado em março de 2014, o espaço do PACC na Faculdade de Letras (no hall da Biblioteca) acolhe reuniões de pesquisadores em pós-doutorado vinculados ao núcleo e serve de espaço de integração para vários grupos de pesquisa de diversos programas da FL-UFRJ. Coordenado por Heloísa Buarque de Hollanda, o PACC conta com Beatriz Resende como coordenadora adjunta e com Martha Alkimin no corpo de coordenadores pedagógicos do projeto Universidade das Quebradas, afora pesquisadores de outras unidades da UFRJ e universidades nos diversos projetos desenvolvidos de modo interdisciplinar.

 

Mais informações em: https://pacc.letras.ufrj.br/