DISSERTAÇÕES

Quadriênio 2024 - 2021

Total de teses defendidas: 36

DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM 2024

Total de dissertações defendidas: 7

Adailton Jose da Cunha

Título: a Sapiência Teologal de José Saramago no Romance Ensaio Sobre a Cegueira

Orientador(a): Prof Eduardo Guerreiro
Brito Losso

Páginas: 101

Resumo

A presente dissertação tem por objetivo trazer luz ao diálogo intertextual de
José Saramago no romance Ensaio Sobre a Cegueira com doutrinas essenciais da
teologia cristã católica e protestante, a saber: hamartiologia, cristologia e antropologia
cristã; doutrinas que estão espraiadas no corpo do texto do romance através de
personagens e situações. Ademais, se demonstrará que o diálogo proposto pelo autor
tem por mote a crítica à religião através da desconstrução do pensamento religioso.
Será apresentado ainda um arrazoado sobre a discussão acerca da plausibilidade da
existência de Deus e os conceitos de ateísmo filosófico e ateísmo empírico. Por último
esta dissertação discutirá sobre os efeitos das disputas de valores e narrativas entre
o humanismo liberal e as religiões de extrema direita – que vem assumindo cada vez
mais espaço no cenário político nacional e internacional.

Palavras chave: José Saramago, hamartiologia, cristologia; antropologia do
cristianismo; ateísmo filosófico; ateísmo pragmático; humanismo liberal

Abstract 

The present dissertation aims to shed light on José Saramago’s intertextual
dialogue in the novel Ensaio Sobre a Cegueira with essential doctrines of Catholic and
Protestant Christian theology, namely: hamartiology, Christology and Christian
anthropology; doctrines that are spread throughout the body of the novel’s text through
characters and situations. Furthermore, it will be demonstrated that the dialogue
proposed by the author has as its motive the criticism of religion through the
deconstruction of religious thought. A reasoning will also be presented about the
discussion regarding the plausibility of the existence of God and the concepts of
philosophical atheism and empirical atheism. Finally, this dissertation will discuss the
effects of disputes over values and narratives between liberal humanism and far-right
religions – which have been taking on more and more space in the national and
international political scene.

Keywords: José Saramago, hamartiology, Christology; anthropology of Christianity;
philosophical atheism; pragmatic atheism; liberal humanism

Isabelle Senna Vasco Mendes

Título: “Tire a Roupa” – a Nudez Em a Lentidão de Milan Kundera

Orientador(a):Profa Dra. Danielle Corpas

Páginas: 90

Resumo

Esta dissertação tem por objetivo fazer um estudo sobre a maneira como a
nudez foi constituída por Milan Kundera em A lentidão. Assunto de aparições plurais
e significados múltiplos, a nudez esteve presente em diversas cenas tanto como uma
problemática quanto como um vetor que orientou algumas das reflexões sobre os
dilemas do mundo das personagens. Assim, entendemos que um estudo da
especificidade da compreensão de Milan Kundera sobre a nudez pode nos permitir
compreender melhor também os seus posicionamentos acerca das encruzilhadas da
constituição dos mundos público e privado, bem como dos modos de lidar com o corpo
no mundo contemporâneo.

PALAVRAS-CHAVES: Milan Kundera; A lentidão; nudez.

Abstract 

This thesis aims studying how nudity is presented by Milan Kundera inThe
Slowness. This subject appears in many forms. Also, nudity acquires multiple
meanings. There are a lot of scenes, where nudity appears as a problematic as much
as a vector which guided some reflexions about the dilemmas in the characters’ world.
Thereby, we understand that a study about the specificity of comprehending Milan
Kundera when it comes to nudity on his romances can allow us to understand better
his positions in relation to the crosswords when it comes to public and private world
constitution.Furthermore, the ways of dealing with the body in the contemporary world.

KEYWORDS: Milan Kundera. Slowness; nudity.

Jade Soares do Nascimento

Título: Imagens de Levante na Poesia de Maya Angelou

Orientador: Prof. Doutor Alberto Pucheu Neto

Coorientadora: Profa. Doutora Martha Alkimin de Araújo Vieira

Páginas: 136

Resumo

A palavra, enquanto matéria-prima da poesia, serve ao poeta para criar imagens que podem
reproduzir, desafiar ou recriar lógicas de representação e compreensão do mundo. A poesia
negra contemporânea traz consigo um movimento de levante que escancara e subverte os
regimes de representação e construção das relações entre o eu e a sociedade. A presente
dissertação visa investigar os procedimentos poéticos presentes na obra da autora
estadunidense Maya Angelou (1928-2014) que produzem imagens às quais chamo de
Imagens de Levante. Busco compreender como essas imagens ganham dramaticidade
política e funcionam como instrumento de letramento racial e levante dentro e fora da
comunidade negra. Através da análise de três poemas em que a autora desafia as lógicas de
criação e representação das relações socioculturais nessas construções imagéticas, pretendo
compreender as ligações entre a sua poesia e: negritude, feminismo e política. Para tanto,
parto dos poemas: “Ainda assim eu me levanto” (Still I Rise), “Mulher Fenomenal”
(Phenomenal Woman) e “No ritmo da manhã” (On the pulse of morning), utilizando a
tradução de Lubi Prates. Além da análise dos poemas selecionados e suas Imagens de
Levante, também analisarei o contexto de produção e publicação de cada um deles nos
Estados Unidos e no Brasil. Dessa forma, busco compreender como os elementos estudados
se reúnem e relacionam ao processo de reivindicação de uma identidade feminista negra
capaz de identificar os discursos sobre si e ressignificar suas representações. Ao final,
apresento uma antologia organizada por mim, intitulada Poemas de Levante, em que o
procedimento de construção imagética analisado nos três poemas selecionados também se
faz presente.
Palavras-chave: Maya Angelou; Poesia Negra, Imagens de Levante

Abstract 

The word, as the fundamental base of poetry, serves the poet to create poetic images that can
reproduce, challenge, or recreate logics of representation and understanding of the world.
Contemporary black poetry entails a movement of uprising that exposes and subverts the
representation regimes and construction of relations between the self and society. This
dissertation aims to investigate the poetic procedures that carry out what I call Uprising Images
in the poetic production of Maya Angelou (1928-2014). I intend to understand how these
images gain political dramaticity and function as an instrument of racial literacy and uprising
within and outside the black community. Through the analysis of three poems in which the
author challenges the logics of creation and representation of socio-cultural relations through
these imagery constructions, I intend to understand the links between her poetry and: blackness,
feminism, and politics. For this purpose, I will use the poems: “Still I Rise”, “Phenomenal
Woman”, and “On the Pulse of Morning”, using the 2020 translation by Lubi Prates. In addition,
to analyzing the phenomenon in the selected poems, the context of production and publication
in Brazil will also be studied in relation to that in the United States. Thus, through an analysis
that involves questions about authorship, technical construction, theme, and context, we seek
to analyze how these poems act for social and racial literacy. In this way, we seek to understand
how the elements studied come together and relate to the process of claiming a black feminist
identity capable of identifying the discourses about themselves, resisting and re-signifying
them. Finally, I present an anthology entitled Poemas de Levante (Uprising Poems), which
brings together poems in which the imagery construction procedure analyzed in the three
selected poems is also present.

Keywords: Maya Angelou, Black Women’s Poetry, Uprising Images

João Gabriel Kalili Marcelino

Título: Experiências Literárias: a Relação Entre a Literatura e a Política Em Roberto Bolaño

Orientador: Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Páginas: 114

Resumo

Esta dissertação mergulha na interseção entre literatura e política na obra de Roberto
Bolaño, utilizando como principais referências os romances Amuleto, Estrella distante
e Nocturno de Chile. O objetivo central deste estudo é compreender a singularidade
da conexão entre literatura e política que permeia o projeto literário do autor, com
ênfase na identificação de traços distintivos na maneira como essa relação é narrada.
O segundo capítulo se dedica a uma análise do romance Amuleto, com foco na figura
da personagem Auxílio Lacouture. Este capítulo se desenvolve a partir da abordagem
do caráter testemunhal da narrativa, conforme observado por Seligmann-Silva, e
busca investigar como essa narrativa desvela a evolução de um corpo político que
compartilha sua experiência. Além disso, explora a relação afetiva entre literatura e
política, contextualizada em meio à violência que assola o cenário latino-americano.
No terceiro capítulo, a pesquisa se aprofunda na relação entre Estrella distante e La
literatura nazi en América. Inicialmente, explora-se a estrutura e a construção do
romance La literatura nazi en América como uma base fundamental para compreender
a lógica da reescrita presente em Estrella distante. Ambos os romances abordam a
literatura como uma força potencialmente perigosa. A investigação destaca como
Bolaño utiliza a reescrita como uma ferramenta crítica para questionar a relação
intrincada entre literatura e poder, ressaltando os perigos quando a literatura se alinha
com ideais nefastos. No quarto capítulo, o foco recai sobre Nocturno de Chile, cujo
narrador-personagem, Sebastián Urrutia Lacroix, mantém laços estreitos com a elite
literária chilena. A dissertação explora como Bolaño coloca a literatura ao lado do
poder e tece críticas à inércia dos intelectuais diante de eventos políticos cruciais. Esta
dissertação revela o diálogo complexo e multifacetado entre literatura e política na
obra de Bolaño, oferecendo uma compreensão mais profunda das estratégias
narrativas e das questões éticas e estéticas que permeiam suas criações literárias.

Palavras-chaves: Literatura, Política, Roberto Bolaño, América-Latina, Literatura Comparada

Abstract 

This dissertation delves into the intersection of literature and politics in the works of
Roberto Bolaño, using his novels Amuleto, Estrella distante, and Nocturno de ChilE as
primary references. The central aim of this study is to comprehend the uniqueness of
the connection between literature and politics that pervades the author’s literary
project, with a particular emphasis on identifying distinctive features in how this
relationship is narrated. The first chapter is devoted to an analysis of the novel
Amuleto, focusing on the character of Auxilio Lacouture. This chapter unfolds from an
exploration of the testimonial nature of the narrative, as observed by Seligman-Silva,
and seeks to investigate how this narrative reveals the evolution of a political body that
shares its experience. Furthermore, it explores the affective relationship between
literature and politics, contextualized within the backdrop of the violence afflicting the
Latin American landscape. The second chapter delves deeper into the relationship
between Estrella distante and La literatura nazi en América. Initially, it examines the
structure and construction of the novel La literatura nazi en América as a foundational
basis for understanding the logic of rewriting present in Estrella distante. Both novels
approach literature as a potentially perilous force. The investigation underscores how
Bolaño employs rewriting as a critical tool to question the intricate relationship between
literature and power, emphasizing the dangers when literature aligns with nefarious

ideals. The third chapter shifts its focus to Nocturno de Chile, with its narrator-
character, Sebastián Urrutia Lacroix, closely tied to the Chilean literary elite. The

dissertation explores how Bolaño situates literature alongside power and criticizes the
inaction of intellectuals in the face of crucial political events. This dissertation reveals
the complex and multifaceted dialogue between literature and politics in Bolaño’s work,
providing a deeper understanding of the narrative strategies and the ethical and
aesthetic issues that permeate his literary creations.

Keywords: Literature, Politcs, Roberto Bolaño, Latin America, Comparative Literature

Karina Vilela Vilara

Título: Colhendo Flores: Estepes e Florestas do Verso Russo nas Traduções Brasileiras

Orientador: Prof. Dr. Marcelo Jacques de Moraes

Coorientadora: Prof. Dra. Elitza Lubenova Bachvarova

Páginas: 153

Resumo

Esta dissertação tem por objetivo mapear e descrever as antologias de poesia russa publicadas até
o ano de 2023 no Brasil. Depois de catalogadas as coletâneas, um percurso cultural foi
empreendido pelo contexto de publicação das obras que se julgaram mais relevantes a fim de
desenhar um panorama do discurso hoje existente sobre a poesia russa e, por conseguinte, o seu
imaginário dominante. Ao longo do caminho, foi examinado o papel que as vanguardas russas,
pautadas sobretudo por Maiakóvski e Khliébnikov, desempenharam no início das traduções
diretas, no fim da década de 1960. Compreendeu-se como o período se relacionou com o contexto
do modernismo brasileiro desde Mário de Andrade até os irmãos Campos, passando depois pelo
tropicalismo. Na análise do sistema cultura brasileiro, aos poucos, foram encontradas músicas que
traziam versos de Maiakóvski em suas composições e, assim, uma outra via da tradução do verso
russo no imaginário nacional também foi descrita. Além disso, examinou-se com maior clareza o
papel de importantes tradutores do verso russo que trouxeram uma outra visão do século XX ao se
dedicarem à tradução de Marina Tsvetáeva e Anna Akhmátova, como Aurora Bernardini e Lauro
Machado Coelho. Por fim, a trajetória deste trabalho teve como conclusão uma análise crítica sobre
os métodos tradutórios da poesia russa, compreendendo toda a sua diversidade, e um diagnóstico
sobre quais caminhos são pertinentes de discussão na cena contemporânea. Dessa forma, um
primeiro desenho teórico de antologia foi esboçado a partir de algumas traduções autorais.

Palavras-chave: poesia russa; tradução; Maiakóvski; modernismo; antologia;

Abstract 

The aim of this dissertation is to map out and provide a critical review of the anthologies of Russian
poetry published in Brazil up to 2023. Along the way, we examined the role played by the Russian
avant-garde, focused, above all, on Mayakovsky and Khliébnikov, inaugurating the interest in and
the practice of direct translations from Russian at the end of the 1960s. Thus, we could provide a
preliminary understanding of how these intellectual efforts related to the context of Brazilian
modernism. We covered the contributions of various translators and poets, starting with Mário de
Andrade, the Campos brothers, and then addressed the important impact of the tropicalism
movement. As we looked at the Brazilian cultural system, we discovered songs that included
verses by Mayakovsky in their compositions.We argue that this finding represents another way of
translating Russian verse into the national imaginary. In addition,we examined in some detail the
role of important Russian verse translators such as Aurora Bernardini and Lauro Machado Coelho,
who dealt with Marina Tsvetáeva’s and Anna Akhmátova’s work. Finally, the trajectory of this
work concluded with a critical analysis of the translation methods with respect to Russian poetry
in all its diversity. We also ventured to put forward some critical considerations and suggestions
for future paths, and their relevance for discussing the contemporary scene. Lastly, an inicial
theoretical design for an anthology was sketched out based on some authorial translations.

Key-words: Russian poetry; translation; Mayakovsky; modernism; anthology;

Natália Brauns Cazelgrandi Ferreira

Título: o Território, as Vozes e a Cultura – Uma Análise dos Três Primeiros Álbuns dos Racionais Mc’s

Orientador: Prof. Dr. Carlos Eduardo de
Barros Moreira Pires.

Páginas: 102

Resumo

O Movimento Hip-Hop, que teve sua origem nos anos 1970, em Nova Iorque,
surge como parte da efervescente cultura negra e latino-americana do Bronx. Esta
manifestação cultural multimodal foi uma consequência do desenvolvimento tecnológico
da cidade, bem como da gentrificação que afetou principalmente as populações
marginalizadas (Rose, 2021). Apesar da distância geográfica e de barreiras linguísticas,
o rap e a cultura hip-hop como um todo atuam como uma forma de união entre povos
negros transatlânticos, estendendo a sensação de pertencimento através da música e da
dança. Neste contexto, surge nos anos 1980 o grupo paulistano Racionais MC’s, que
contribuiu para uma ampla organização cultural, social e política das periferias da cidade
de São Paulo, bem como construiu uma identidade periférica que se manifesta em suas
músicas (Oliveira, 2015). O objetivo desse trabalho é compreender essa identidade por
meio dos três primeiros projetos dos Racionais MC’s e analisá-los tendo em mente as
temáticas socioculturais e em que medida são exploradas nas modulações dramáticas das
vozes, estratégia construída pelo rapper Mano Brown.

Abstract 

The Hip-Hop Movement, which originated in New York City, in the 1970s,
emerged as part of the vibrant African American and Latin-American culture of the
Bronx. This multimodal cultural manifestation was a consequence of the city’s
technological development, as well as the gentrification that primarily affected
marginalized people (Rose, 2021). Despite the geographical distance and linguistic
barriers, rap, and hip-hop culture as a whole serve as a means of unity among transatlantic
Black people, extending the sense of belonging through music and dance. In this context,
the São Paulo-based group Racionais MC’s emerged in the 1980s, contributing to a broad
cultural, social, and political organization of the city’s ghettos, as well as constructing a
peripheral, or ghetto, identity manifested in their music (Oliveira, 2015). This work aims
to understand this identity through the first three projects of Racionais MC’s and analyze
them considering sociocultural themes and to what extent they are explored in the
dramatic modulations of the voices, a strategy constructed by the rapper Mano Brown.

Pamela de Simas Rodrigues

Título:Palavra de Mulher: Um Novo Olhar Sobre o Testemunho do Trauma nas Obras de Svetlana Aleksiévitch e Nina Gaguen-torn

Orientadora: Profa. Dra. Mariana Patrício Fernandes

Coorientadora: Profa. Dra. Elitza Lubenova Bachvarova

Páginas: 114

Resumo

Esta dissertação tem por objetivo fazer uma análise das obras de duas autoras da literatura russo-
soviética: A guerra não tem rosto de mulher (1985), da escritora e jornalista Svetlana

Aleksiévitch (1948-), e Memória (1994), da escritora, poeta e etnógrafa Nina Gaguen-Torn
(1900-1989). A partir dos conceitos de literatura de testemunho e literatura do Gulag, esta
pesquisa busca pensar sobre como o papel de gênero repercute nas experiências traumáticas
vividas pelas mulheres e sobre como esse aspecto se reflete nos testemunhos recolhidos por
Aleksiévitch e nas memórias de Gaguen-Torn. Pensar sobre a experiência feminina em
conjunturas sobre as quais preponderam textos escritos por homens e sobre homens é
importante na medida em que o gênero representa um fator de sofrimento adicional para as
mulheres em contextos de barbárie, uma vez que a violência sofrida por elas também as atinge
no campo do simbólico. Na obra de Aleksiévitch, composta por centenas de relatos de mulheres
que lutaram no Exército Vermelho durante a Segunda Guerra Mundial, o recorte escolhido
orbita em torno de temas como identidade feminina, direito à memória e luta contra a opressão
e o silenciamento decorrentes da ordem patriarcal. Já nas memórias de Gaguen-Torn, em que a
autora conta sobre sua experiência como prisioneira do Gulag, onde passou um total de 11 anos
presa, esta pesquisa busca analisar as estratégias de sobrevivência adotadas pelas mulheres
dentro do ambiente carcerário, e analisa a prosa e a poesia da autora como ferramentas de
resistência contra o totalitarismo e a repressão.

Palavras-chave: Literatura de testemunho; literatura russa; literatura do Gulag; feminismo;
memória; Svetlana Aleksiévitch; Nina Gaguen-Torn.

Abstract 

This dissertation aims to analyze the works of two authors from Russian-Soviet literature: The
Unwomanly Face of War (1985) by writer and journalist Svetlana Alexievich (1948-), and
Memory (1994) by writer, poet, and ethnographer Nina Gagen-Torn (1900-1989). Considering
the concepts of testimony literature and Gulag literature, this research explores how gender
roles resonate in the traumatic experiences lived by women and how this aspect influences the
testimonies collected by Alexievich and the memories of Gagen-Torn. Reflecting on the female
experience in circumstances dominated by texts written by men and about men is important, as
gender represents an additional source of suffering for women in contexts of barbarity, since
the violence they endure also affects them symbolically. In Alexievich’s work, composed of
hundreds of stories from women who fought in the Red Army during World War II, the chosen
piece revolves around themes such as female identity, the right to memory, and the struggle
against oppression and silencing coming from the patriarchal order. In Gagen-Torn’s memoirs,
where the author recounts her experience as a Gulag prisoner, spending a total of 11 years
incarcerated, this research aims to analyze the survival strategies adopted by women within the
prison environment and considers the author’s prose and poetry as tools of resistance against
totalitarianism and repression.

Keywords: Testimony literature; Russian literature; Gulag literature; feminism; memory;
Svetlana Alexievich; Nina Gagen-Torn.

DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM 2023

Total de dissertações defendidas: 16

Ana Luiza Rigueto da Silva

Título: Erotismo e jogo em Adília Lopes e Natasha Felix

Orientador: Prof. Dra. Luciana Di Leone

Páginas: 98

Resumo

O trabalho traça um paralelo entre as poetas contemporâneas Adília Lopes e Natasha
Felix, partindo de seus livros de estreia, respectivamente Um jogo bastante perigoso e Use o
alicate agora, para observar a configuração de um jogo que tem aí o seu ponto de partida. Jogo
que pressupõe o leitor e não fica restrito ao espaço dos poemas, se prolongando através de uma
gama de outras textualidades – com destaque, no caso de Adília, para suas aparições em
programas de TV, e, no que se refere à Natasha, às suas postagens em seu perfil do Instagram.
Serão material de leitura tanto o corpus poético e seus paratextos, a fortuna crítica e a teoria,
como, também, as imagens e os rastros deixados pelas poetas em seus acenos nesses meios de
comunicação. O jogo, afinal, se vale da tensão entre o biográfico e o ficcional empreendido
pelas sujeitas poéticas, mas não fica restrito ao espaço do estritamente literário. Propõe-se três
eixos principais para a escrita do trabalho: jogo, performance e erotismo, em que observamos
como modos aparentemente tão distintos de colocar o corpo em jogo, ou em risco, se realizam
diante do leitor por meio de elementos tomados ao erotismo, tais como ambiguidade, limites e
distância. O objetivo deste trabalho é observar por meio de quais procedimentos as poetas
implicam seu corpo em uma performance que se amplifica em um jogo, ao qual chamaremos
erótico, não tanto pelo conteúdo ou temática dos poemas, mas pela dissolução de limites de uma
suposta autonomia do literário em relação a outros espaços da vida.

Palavras-chave: Jogo. Erotismo. Imagem. Adília Lopes. Natasha Felix.

Abstrait 

El trabajo traza un paralelo entre las poetas contemporáneas Adília Lopes y
Natasha Felix, partiendo de sus libros debut, Un juego muy peligroso y Usa las tenazas
ahora, respectivamente, para observar la configuración de un juego que tiene allí su
punto de partida. Un juego que presupone al lector y que no se restringe al espacio de
los poemas, extendiéndose por una gama de otras textualidades – con énfasis, en el
caso de Adília, a sus apariciones en programas de televisión, y en el de Natasha, a sus
publicaciones de Instagram. El material de lectura será tanto el corpus poético y sus
paratextos, la fortuna crítica y la teoría, como las imágenes y videograbaciones de
apariciones públicas de las poetas. El juego se constituí de la tensión entre lo
biográfico y lo ficcional que emprende el sujeto poético, pero no se restringe al espacio
estrictamente literario. Se proponen tres ejes principales para la escritura del trabajo: el
juego, la performance y el erotismo, en los que se observa cómo, aparentemente,
formas tan diferentes de poner el cuerpo en juego, o en riesgo, se concretan ante el
lector a través de elementos tomados del erotismo, tales como como ambigüedad,
límites y distancia. El objetivo de este trabajo es observar a través de qué
procedimientos las poetas implican su cuerpo en una performance que se amplifica en
un juego, que llamaremos erótico, no tanto por el contenido o tema de los poemas, sino
por la disolución de los límites de una supuesta autonomía de lo literario en relación a
otros espacios de la vida.

Palavras-chave: Juego. Erotismo. Imagen. Adília Lopes. Natasha Felix.

 

Ana Paula Almeida Moreira

Título: Percorrer, observar, mapear e expor: uma cartografia dos espaços públicos transitados pelo slam das minas do Rio de Janeiro

Orientador: Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Coorientadora: Profa. Dra. Miriane da Costa Peregrino

Páginas: 112

Resumo

O ano de 2017 marca o início da criação do coletivo de poesia do Slam das Minas – RJ com a
intenção de ocupar as ruas, as praças, os microfones e os lugares negados. A configuração do
surgimento de uma batalha de poesia em trânsito, privilegiando as regiões da cidade carioca
para marcar um caráter de difusão das poesias. O Slam das Minas do Rio de Janeiro ocupa as
ruas e modifica a cena contemporânea. Nessa conjuntura, o espaço se configura como um
entrelaçamento das vozes que buscam reconfigurar a cena na cidade, visando promover nos
próprios discursos e em suas práticas por meio do entrecruzamento do olhar que deixa visível
os problemas do lugar. O objetivo principal da dissertação foi cartografar os possíveis territórios
da produção de poesias relacionados aos sistemas de “batalhas”. Por isso, analisei o Slam das
Minas no período pandêmico e, também, as vocalizações presentes nas poesias orais. Como
método de investigação, optei pela cartografia enquanto método para acompanhar os
movimentos dessa criação como um mapa aberto dos dispositivos, linhas, saberes, poderes e
(des)territorialização. Deste modo, dispus-me a cartografar/mapear os agenciamentos do
encontro. Um dos resultados da pesquisa se fixa na compreensão da atuação do coletivo na
produção de subjetividades como um processo incessante em evidenciar as conexões que
circundam nos indivíduos e nas relações de poder em sua evolução histórica. A linguagem
cartográfica exposta por Gilles Deleuze e Félix Guattari compreende as formas de
subjetividades, porque possibilita entender os fenômenos geográficos a partir de suas
representações que não visa ser a construção de um mapeamento, mas sim de um olhar atento
as percepções trazidas pelo espaço, pelos discursos poéticos e perspectivas para possibilitar
reconhecer o território além de suas estruturas ou acepções. Dessa forma, o coletivo consegue
transitar por diferentes territórios com a intenção, também, de potencializar o corpo e a voz nas
performances das poesias.

Palavras-chave: Cartografia, voz, performance, espaço público, Slam das Minas-RJ.

Abstrait 

The year 2017 marks the beginning of the creation of the poetry collective of Slam das Minas
– RJ with the intention of occupying the streets, squares, microphones and denied places. The
configuration of the emergence of a battle of poetry in transit, privileging the regions of the city
of Rio de Janeiro to mark a character of diffusion of poetry. The Slam das Minas in Rio de
Janeiro occupies the streets and changes the contemporary scene. In this conjuncture, the space
is configured as an interweaving of voices that seek to reconfigure the scene in the city, aiming
to promote in their own speeches and in their practices through the intersection of the look that
makes visible the problems of the place. The main objective of the dissertation was to map the
possible territories of poetry production related to the systems of “battles”. Therefore, I
analyzed the Slam das Minas in the pandemic period and also the vocalizations present in oral
poetry. As an investigation method, I opted for cartography as a method to follow the
movements of this creation as an open map of devices, lines, knowledge, powers and
(de)territorialization. In this way, I set out to cartograph/map the arrangements of the meeting.
One of the results of the research focuses on understanding the performance of the collective in
the production of subjectivities as an incessant process in evidencing the connections that
surround individuals and power relations in their historical evolution. The cartographic
language exposed by Gilles Deleuze and Félix Guattari comprises the forms of subjectivities,
because it makes it possible to understand the geographic phenomena from their
representations, which is not intended to be the construction of a mapping, but rather an
attentive look at the perceptions brought by the space, by the poetic discourses and perspectives
to make it possible to recognize the territory beyond its structures or meanings. In this way, the
collective manages to transit through different territories with the intention, also, to enhance
the body and voice in poetry performances.

Keywords: Cartography, voice, performance, public place, Slam das Minas-RJ.

 

Analia Bicalho Vencioneck

Título: “A sociedade secreta dos caranguejos”: desabrigo (1945) de Antônio Fraga e as evocações do mangue. Forma, cidade, discurso e… E… E…

Orientador(a):Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Páginas: 135

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo oferecer uma leitura de Desabrigo (1945), de Antônio
Fraga, obra anárquica e marginal, contemplando elementos intratextuais e intertextuais, bem
como o contexto de produção e circulação da obra, de modo a evidenciar a importância do
gesto autoral de mediação dentro de determinados princípios éticos, uma vez que se toma a
margem como tema. A abordagem intertextual ampliará a leitura em torno de questões como
a relação entre literatura e território, marginalidade e gênero, realizando assim uma
topoanálise desses temas, tendo como princípio aglutinador o espaço do Mangue. A pesquisa
está dividida em quatro maiores categorias, mais ou menos transicionais ou intercambiáveis:
“Forma”, na qual serão observadas questões referentes à forma literária de Desabrigo;
“Cidade”, onde serão destacadas algumas construções discursivas sobre a cidade, tomando
o conceito de “cidade partida” (GOMES, 1996) como norteador; “Discurso”, onde empreende-
se uma leitura sobre o lugar do intelectual marginal no discurso, além de percorrer por
elementos intertextuais do texto de Fraga; “e… e… e…”, capítulo inconclusivo, onde será
empreendida uma espécie de topografia pantanosa do Mangue. A série de desenhos
“Mangue” (1920-1929) de Lasar Segall, e obras dramatúrgicas, como O santeiro do Mangue
(1950), de Oswald de Andrade, e Caranguejo Overdrive (2016), de Pedro Kosovski, serão
comentadas em paralelo quanto ao tema do Mangue carioca.
Palavras-chave: Literatura brasileira; Literatura Marginal; Cidade; Ecossistema;
Intertextualidade.

Abstract 

Esta investigación tiene como objetivo ofrecer una lectura de Desabrigo (1945), de Antônio
Fraga, trabajo anárquico y marginal, contemplando elementos intratextuales e intertextuales,
así como el contexto de producción y circulación de la obra, con el fin de resaltar la importancia
del gesto autoral de mediación dentro de ciertas principios éticos, ya que se toma las margens
sociales como tema. El abordaje intertextual ampliará la lectura en torno de la relación entre
literatura y territorio, marginalidad y género, realizando así una topoanálisis de estos temas,
teniendo el espacio del Mangue como principio unificador. La investigación se divide en cuatro
grandes categorías, más o menos transitorias o intercambiables: “Forma”, en la que se
observarán aspectos de la forma literaria de Desabrigo; “Ciudad”, donde se destacarán
algunas construcciones discursivas sobre la ciudad, tomando como guía el concepto de
“ciudad fracturada” (GOMES, 1996); “Discurso”, donde se realiza una lectura sobre el lugar
del intelectual marginal en el discurso, además de recorrer elementos intertextuales del texto
de Fraga; “y… y… y…”, capítulo inconcluso, donde se emprenderá una especie de topografía
pantanosa del Mangue. La serie de dibujos titulada “Mangue”, de Lasar Segall, y obras
dramatúrgicas, como O santeiro do Mangue (1950), de Oswald de Andrade, y Caranguejo
Overdrive (2016), de Pedro Kosovski, se tratará en paralelo con respecto al tema del Mangue
(manglar) Carioca.

Palabras clave: Literatura Brasileña; Literatura Marginal; Ciudad; Ecosistema;
Intertextualidad.

André da Silva Rosa Junior

Título: Carpeaux, um crítico entre dois mundos: um estudo sobre arecepção e a presença de seus ensaios de literatura brasileira

Orientador(a): Prof. Doutor Eduardo de Faria Coutinho

Páginas: 100

Resumo

Esta dissertação trata dos ensaios de Otto Maria Carpeaux dedicados à literatura brasileira, e
tem como objetivo buscar compreender, por meio de seus textos, o processo de
abrasileiramento pelo qual passou o intelectual austríaco após sua chegada ao Brasil, no fim
dos anos de 1930. Assim como o erudito europeu se abriu à influência brasileira, sobretudo
por meio da literatura, a vida intelectual nacional nunca mais foi a mesma após as
contribuições de Carpeaux, que representam um ponto de inflexão no panorama intelectual
brasileiro. Por meio de seus estudos, Carpeaux apresentou ao Brasil uma série de autores
europeus até então desconhecidos entre nós, como Franz Kafka e Robert Musil. Um outro
aspecto de sua obra, no entanto, que nem sempre é levado em conta são as novas perspectivas
que o ensaísta suscitou no trato com a literatura brasileira. Com um vasto arcabouço de
referências literárias, a contribuição estrangeira trouxe novos parâmetros de comparação, que
permitiram vislumbrar a literatura brasileira por um distanciamento crítico necessário, bem
como assimilar semelhanças e diferenças em relação à produção de outros países. Ademais,
foi Carpeaux quem situou o lugar da literatura brasileira no mundo, lado a lado com as
demais expressões da literatura ocidental. Mais que construir pontes entre o Brasil e o resto
do mundo, Carpeaux nos emprestou o seu olhar para que percebêssemos certos aspectos
originais da literatura brasileira que, até então, passavam despercebidos aos olhos nativos.
Assim como a história de seus livros se confunde com a sua própria biografia, e nesse sentido
essa pesquisa tem um caráter reconstitutivo de uma vida dedicada às letras, sua obra é
também o retrato de uma geração inteira de escritores que foram centrais para a construção de
uma identidade literária brasileira em meados do século XX. Por isso, a dissertação abrange
não apenas os ensaios de Carpeaux, como também o contexto que os circunda, com suas
contradições e particularidades históricas formadoras.

Palavras-chave: Carpeaux; Crítica literária; Literatura brasileira; Brasil; Áustria; Imigração
judaica.

Abstract 

This thesis deals with Otto Maria Carpeaux’s essays dedicated to Brazilian literature, and
aims at studying, by means of his texts, the process of Brazilianization that the Austrian
intellectual went through after his arrival in Brazil at the end of the 1930s. In the same way
that the European scholar was open to the Brazilian influence, especially through the learning
of the country’s literature, the national cultural life was never the same after Carpeaux’s
contributions, which represented a turning point in the Brazilian intellectual panorama.
Through his studies, Carpeaux introduced to the Brazilian intellectuals a series of European
authors previously unknown to them, such as Franz Kafka and Robert Musil. Another aspect
of his work, however, which is not always taken into account by his critics is the new
perspectives that the essay writer brought to bear on Brazilian literature. With a vast array of
literary references, the foreign contribution brought about new parameters of comparison
which allowed a glimpse of Brazilian literature from a necessary critical distance, as well as
the assimilation of similarities and differences in relation to other literatures. Furthermore, it
was Carpeaux who called attention to the importance of Brazilian literature in the world and
placed it side by side with other expressions of Western literature. More than building bridges
between Brazil and the rest of the world, Carpeaux lent us his gaze so that we could realize
certain original aspects of Brazilian literature that, until then, had gone unnoticed to the
native eyes. Just as the history of his books is mixed with his own life experience–and in this
sense this research project is marked by the reconstitution of a life dedicated to the study of
letters–, his works can also be said to be the portrait of an entire generation of writers who
were central to the construction of a Brazilian literary identity in the mid-twentieth century.
For this reason, the present thesis focuses not only on Carpeaux’ essays, but also on the
context in which they were produced, with its contradictions and historical particularities.

Keywords: Carpeaux; Literary criticism; Brazilian literature; Brazil; Austria; Jewish
immigration.

Artur Vinicius Amaro dos Santos

Título:“Vem pra selva, vem!”: a festa, a favela, a violência e a morte nas narrativas dobaile da selva no complexo da Penha

Orientadora: Profa. Dra. Mariana Patrício Fernandes

Coorientador: Prof. Dr. Marlon Augusto Barbosa

Páginas: 104

Resumo

Essa dissertação se aventura em uma noite no Baile da Selva do Complexo da
Penha, bairro da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. O objetivo é pensar como a
festa, o funk e suas contradições lidam com uma Necropolítica do Estado. Uso o conceito
amplamente discutido por Achille Mbembe para analisar as músicas que se articulam o
tempo todo com a violência da cidade, com o território, com a vida e com a morte em um
ritmo acelerado e em uma festa que não tem hora para começar e nem para terminar.
Penso também como essa festa tenta ser convidativa para uma experiência entre prazer e
perigo. Por fim, ao ver a morte, o baile para, mas a vida segue.

Palavras-chave: Baile Funk; Favela, Necropolítica; Morte.

Abstract 

Abstract: This dissertation ventures out at the Baile da Selva in Complexo da Penha,
neighborhood in the North Zone of the city of Rio de Janeiro, for one night. The aim is to
think about how the ball, the funk music and its contradictions deal with some aspects of
the State Necropolitcs. I use the concept largely discussed by Achille Mbembe to analyze
the songs that are constantly articulated with the violence of the city, with the territory,
with life and with death in an accelerated rhythm and for the duration of an event that has
neither a time to start nor to end. I also think about how this ball tries to be tempting for
an experience between pleasure and danger.

Keywords: Baile funk; Favela; Necropolitics; Death.

Barbara Alves Matias

Título: Mujeres creando: feminismo como lente metodológica e imaginação de outras epistemes

Orientador(a): Prof. Dr. Eduardo dos Santos Coelho

Páginas: 126

Resumo

A presente dissertação teve como desejo investigar os modos de funcionamento operados pelo
coletivo feminista boliviano Mujeres Creando, articulando-os à hipótese de ser possível propor
uma noção de feminismo que funcione como lente metodológica e insurreição de outras
epistemologias. Para tanto, foram analisados alguns de seus grafites e a casa-sede Virgen de los
Deseos (La Paz), de modo a compreender como o coletivo incide e mobiliza reflexões em torno,
por exemplo, da categoria mulher, do paradigma da autoria, das noções de coletividade,
trabalho e produção de conhecimento, das relações entre descolonização e despatriarcalização,
das pontes entre lutas sociais e fissuras da vida cotidiana etc. Nesse sentido, foi fundamental
explorar conceitos e ideias como política concreta, criatividade, casa, trabalho, aliança, comuns,
heterogeneidade e diferença. Desse modo, por meio de uma atuação feminista que resiste há
mais de 20 anos, evidenciou-se a encenação de um fazer-pensar anti-sistêmico, que reivindica
o gênero como chave de movimento e ação, extrapolando a rigidez adjetiva, e propõe outras
maneiras de elaborar o mundo, para além da égide colonial-patriarcal-capitalista.

Palavras-chave: Mujeres Creando; Feminismo; Graffiti; Coletivo; Revisão epistemológica

Abstract 

This thesis aimed to investigate the modes of functioning operated by the Bolivian feminist
collective Mujeres Creando, relating them to the hypothesis that it is possible to propose a
notion of feminism that works as a methodological lens and insurrection of other
epistemologies. With this purpose, some of their graffiti and their headquarters Virgen de los
Deseos (La Paz) were analyzed, in order to understand how the collective affects and mobilizes
reflections around, for example, the category of women, the paradigm of authorship, the notions
of collectivity, work and knowledge production, of the relations between decolonization and
depatriarchalization, of bridges between social struggles and fissures in everyday life, etc. In
that regard, it was fundamental to explore concepts and ideas such as concrete politics,
creativity, home, work, alliance, commons, heterogeneity and difference. Thereby, it became
evident how a feminist action that has resisted for more than 20 years stages an anti-systemic
way of thinking, which claims gender as a key to movement and action, going beyond adjectival
rigidity, and proposes other ways of elaborating the world, beyond the capitalist patriarchal
colonial aegis.

Keywords: Mujeres Creando; Feminism; Graffiti; Collective; Epistemological review

Bruna Paiva da Costa

Título:Algo así como a la izquierda erótica: leituras da poesia e do feminismo em ana maría rodas a partir do brasil

Orientador(a):Profa. Doutora Luciana di Leone

Páginas: 129

Resumo

Ana María Rodas publicou seus Poemas de la Izquierda Erótica em 1973, durante os
tempos ditatoriais da Guatemala. Com uma linguagem revolucionária e reclamando o lugar
da mulher na sociedade, o livro se tornou um marco na poesia de mulher na América
Central. Porém, a obra de Rodas nunca chegou ao Brasil. Esse trabalho analisa as rupturas
de Rodas na Guatemala, a linguagem erótica como estratégia política na poesia de
mulheres e as possíveis tensões entre a obra da guatemalteca e a poesia de mulher feita no
Brasil.

Palavras-chave: poesia; feminismo; América Latina.

Abstract 

Ana María Rodas ha publicado sus Poemas de la Izquierda Erótica en 1973, mientras el
período dictatorial en Guatemala. Con un lenguaje revolucionário y clamando el lugar de la
mujer en la sociedad, el libro se ha hecho un marco en la poesía de mujeres en la América
Central. Sin embargo, la obra nunca ha llegado al Brasil. Este trabajo analiza las rupturas
de Rodas en Guatemala, el lenguaje erótico como estrategia política en la poesía de
mujeres y las posibles tensiones entre la obra de la guatemalteca y la poesía de mujeres
hecha en Brasil.

Palabras clave: poesía; feminismo; América Latina.

Clarissa Luna Borges Fonseca Guerretta

Título:A (in)visibilidade das mulheres surdas: protagonismo na sociedade contemporânea

Orientador(a): Profa. Dra. Beatriz Vieira de Resende

Páginas: 106

Resumo

Esta dissertação aborda a (in)visibilidade das mulheres surdas à luz do debate racial (ou
diversidade biológica humana), abarcando as mulheres asiáticas/amarelas, brancas,
indígenas e negras/pretas. Além da perspectiva clínica, aquela em que pessoas surdas são
vistas como pessoas com deficiência auditiva, há também a perspectiva
socioantropológica, que considera a mulher surda como sujeito com sua identidade
cultural sendo sinalizante ou não, que permeia as discussões sobre os surdos de forma
geral. Neste trabalho, ambas foram consideradas em diferentes espaços de
interseccionalidade, e para tal, utilizou-se os trabalhos de Amossy (2005), Spivak (2010),
Sacks (1989), Skliar (1998), Beauvoir (1949), Strobel (2008) e Perlin (2016), para trazer
maior densidade sobre as questões presentes nas diferentes ondas do feminismo, bem
como, para auxiliar na discussão dos dados. No que tange à metodologia, foi utilizado
como instrumento de pesquisa a entrevista, realizada virtualmente devido a pandemia de
Covid-19. Para tal, foi elaborado um roteiro com questões semiestruturadas, para nortear a
condução das entrevistas, aplicada remotamente via Google Meet. Participaram do estudo
sete mulheres surdas sinalizantes de referência, sendo uma representante de cada raça,
atuantes e ativistas em prol da coletividade, protagonismo e representatividade surda,
defensoras de uma identidade cultural permeada por experiências visuais. Por meio dos
instrumentos, as participantes apresentaram suas narrativas acerca da sua infância,
relacionamento familiar e com amigos, suas experiências no convívio com outras pessoas
surdas em espaços como as associações de surdos, dentre outras temáticas, sobretudo, de
como foi a luta política em defesa da língua de sinais. Considerando a importância do
registro dessas histórias, registros esses, fundamentais para evidenciar a existência das
reivindicações das mulheres surdas, tais como direitos linguísticos e políticos nas áreas de
saúde da mulher, maternidade, mercado de trabalho e outras questões, e o árduo trabalho
realizado por essas mulheres a favor da representatividade de suas comunidades.
Considerando ainda, a escassez de pesquisas que se interessam em discutir sobre a
temática, o presente estudo torna-se triplamente relevante, do ponto de vista social,
político e científico.

Palavras-chave: mulher surda, língua de sinais, protagonismo surdo, raça, feminismo surdo

Abstract 

This dissertation examines the (in)visibility of deaf women in light of the racial debate (or
human biological diversity), covering asiatic/yellow, white, indigenous and black women.
Besides the clinical perspective, the one in which deaf people are seen as people with
hearing disability, there is also the socioanthropological perspective, which considers deaf
woman as a subject with her cultural identity being signer of a person who signs or not,
which permeates the discussions about the deaf in general. In this work, both were
considered in different spaces of intersectionality, and for this, we used the works of
Amossy (2005), Spivak (2010), Sacks (2008), Skliar (1998), Beauvoir (1949), Strobel
(2008) and Perlin (2016), to bring greater density on the issues present in the different
waves of feminism, as well as to assist in the discussion of data. Regarding the
methodology, as instruments were used, namely the interview, conducted virtually due to
the Covid-19 pandemic, and a script with questions semi-structured, applied remotely via
Google Meet. Seven deaf signaling women of reference participated in the study, being
one representative of each race, active and activists on behalf of collectivity, protagonism
and deaf representativeness, supporters of a cultural identity permeated by visual
experiences. Through the instruments, the participants presented their narratives about
their childhood, family relationships and friends, their experiences in living with other
deaf people in spaces such as deaf associations, among other topics, especially, how was
the political campaign in defense of sign language. Considering the importance of
recording these stories, these records, fundamental to demonstrate the existence of the
demands of deaf women, such as linguistic and political rights in the areas of women’s
health, motherhood, labor market and other issues, and the hard work done by these
women in favor of the representativeness of their communities. Considering also the lack
of researches that are interested in discussing the theme, this study becomes triple
relevant, from the social, political and scientific point of view.

Keywords: deaf woman, sign language, deaf protagonism, race, deaf feminism.

Débora Mattos Costa

Título: A literatura e o jornalismo: um estudo da obra de Gabriel García Márquez

Orientador: Prof. Doutor Eduardo de Faria Coutinho

Páginas: 104

Resumo

A obra de Gabriel García Márquez é marcada por seu constante diálogo entre o jornalismo e a
literatura. Em seus romances, crônicas e reportagens é possível identificar diferentes nuances
e níveis de interseção entre esses dois campos e, por isso, a obra desse autor é um fértil campo
de análise sobre os limites e potencialidades de quando o jornalismo e a literatura se
encontram. Este trabalho perpassa obras que trabalham o jornalismo e a literatura de
diferentes formas para que, mais tarde, seja possível compreender melhor a relação entre esses
campos no objeto principal de análise: Cem anos de solidão. Essa obra foi escolhida como
central para este trabalho por sua notoriedade e também porque, nela, as relações entre a
literatura e a realidade são mais complexas, uma vez que a obra se aproxima do realismo
maravilhoso. A partir de Cem anos de solidão é feita uma análise que investiga suas
aproximações com a realidade e, logo, sua possibilidade de retratar a realidade
latino-americana uma vez que, segundo o próprio autor, seu trabalho como jornalista fez com
que sua literatura se mantivesse próxima à realidade. Com isso pudemos discorrer sobre
questões como: realidade e ficção, jornalismo e literatura, formas narrativas, e a realidade
latino-americana.

PALAVRAS-CHAVE: Gabriel García Márquez; Literatura; Jornalismo; Realismo
Maravilhoso; Cem anos de solidão.

Abstract 

Gabriel García Márquez’s work is known for its constant dialog between journalism and
literature. In his novels, chronicles and journalistic stories it is possible to identify different
shades and levels of intersection between these two fields. Therefore, the work of this author
is a fertile ground for an analysis of the limits and potentialities of the meeting between
journalism and literature. This work reaches writings that deal with journalism and literature
in different ways, so it is possible to better understand the relationship between these fields in
the main object of analysis: One Hundred Years of Solitude. This work was chosen as the
centerpiece for this study due to its fame and also because, in the book, the relationship
between literature and reality is more complex, since it approaches marvelous realism. The
analysis of One Hundred Years of Solitude investigates its approximations with reality and,
therefore, its possibility of portraying Latin American reality, since, according to the author
himself, his work as a journalist made his literature always close to reality. With this analysis,
it is possible to discuss issues such as reality and fiction, journalism and literature, narrative
forms, and the Latin American reality.

KEYWORDS: Gabriel García Márquez; Literature; Journalism; Marvelous Realism; One
hundred years of solitude.

Elisana Dias Borges

Título:O alienista e o alienado: a loucura na obra machadiana

Orientador:Professor Doutor Ronaldo Lima Lins

Páginas: 158

Resumo

O objetivo deste trabalho é entender melhor as estruturas sociais e a movimentação
sociopolítica no Brasil do século XIX a partir da análise de O alienista (1882) e Quincas Borba
(1891 – versão definitiva) – ambos os textos de Machado de Assis. Escritos no último quartel
do século, no período que se convencionou chamar de “a segunda fase” do autor, a novela e o
romance retratam, respectivamente, o fim do XVIII e meados do XIX. E ao lançar luzes sobre
esses momentos, já com olhos de quem presenciou uma série de acontecimentos decisivos para
o país, Machado reflete sobre o Brasil fin-de-siècle através de algumas das personagens mais
complexas e emblemáticas da literatura. Aqui, três delas são fundamentais: Simão Bacamarte,
Rubião e Quincas Borba. Essa aproximação forçada não se dá ao acaso: o modo como Machado
trata da loucura em sua obra quer parecer muito próximo da maneira como ele lê a sociedade,
introduzindo, inclusive – ainda que sem o rigor da ciência –, algumas das categorias psíquicas
que só seriam realmente estruturadas pela psicanálise a partir de Sigmund Freud. É sabido que
o entendimento dessa condição psíquica varia significativamente ao longo da história. Aliás, a
mudança se dá não apenas na observação da loucura, mas nos papéis desempenhados pelo
médico, pelo louco, pela medicina e pela sociedade em seu conjunto. Crítico do discurso
cientificista, Machado parece entender a loucura sobretudo como sintoma de um tempo de
rupturas e de um país que pretende figurar na Modernidade, lançando mão das mais atrasadas
práticas.

PALAVRAS-CHAVE: Machado de Assis; Loucura; História; Literatura; Psicanálise.

Abstract 

The main goal of this work is to understand better the social structures and the sociopolitical
movement in Brazil of the 19th century by analyzing The alienist (1882) and Quincas Borba
(1891 – final version) – both texts by Machado de Assis. Written in the last quarter of the
century, in the period conventionally called “the second phase” of the author, the novella and
the novel portray, respectively, the end of the 18th and the mid-19th century. And, by shedding
light on these moments, with the eyes of someone who witnessed a series of decisive events for
the country, Machado reflects on the Brazilian fin-de-siècle through some of the most complex
and emblematic characters in literature. Here, three of them are fundamental: Simão Bacamarte,
Rubião and Quincas Borba. This forced approximation does not happen by chance: the way
Machado deals with madness in his work seems to be very close to the way he sees the society,
even introducing – albeit without the rigor of the science – some of the psychic categories that
would be only structured by psychanalysis from Sigmund Freud. It is well known that the
understanding of this psychic condition varies significantly throughout history. In fact, the
change takes place not only in the observation of madness but also in the roles played by the
doctor, by the madman, by medical practice and by society as a whole. Critical of the scientistic
discourse, Machado seems to think of madness mainly as a symptom of a time of ruptures and
of country that intends to be part of Modernity making use of the most backward practices.

KEYWORDS: Machado de Assis; Madness; History; Literature; Psychanalysis.

Estela Rosa Garcia

Título: “Que lindo o caminho que nos separa” tradução e escrita como construção de caminhos

Orientador: Profa. Doutora Luciana María di Leone

Páginas: 131

Resumo

Através de um diário confeccionado conjuntamente à tradução do poema-plaquete Dantesco,
sexto livro de Roberta Iannamico, pretendo refletir sobre o processo tradutório e o processo de
escrita como uma criação de caminhos. Meu ponto de partida para tal reflexão é um verso do
próprio poema: “qué hermoso/ el camino que nos separa”. O que busco testar nesta dissertação
é a possibilidade de desenvolver um olhar a partir do deslocamento da poeta, pensando que o
que separa e une duas línguas (o português e o espanhol) e duas práticas (a escrita e a tradução)
pode ser visto como um caminho. A proposta é trabalhar, durante a escrita do diário, questões
relativas ao processo tradutório, como entraves e problemas de tradução e de escrita, utilizando
o próprio poema e a produção literária da poeta como ferramentas teóricas e críticas. O objetivo
desta tradução e deste diário é analisar a forma como se constrói o caminho de escrita e o
caminho da tradução, como se dá a relação entre escritora e tradutora, apontando para a ideia
da impossibilidade de um caminhar e um fazer solitário quando olhamos para tais atividades
através de uma prática e um pensamento feminista.

Palavras-chave: poesia argentina; estudos da tradução; pensamento feminista; poesia
contemporânea.

Abstract 

Through a diary crafted along with the translation of Dantesco poem-leaflet, the sixth book by
Roberta Iannamico, I intend to reflect on the translation process and the writing process as a
creation of pathways. My starting point for this reflection is a line from the poem itself: “qué
hermoso/ el camino que nos separa” (how beautiful the path that separates us). In this
dissertation, I explore the possibility of developing a perspective from the poet’s displacement,
considering that what separates and unites two languages (Portuguese and Spanish) and two
practices (writing and translation) can be seen as a path. The proposal is to address, as I write
the diary, issues related to the translation process, such as translation challenges and writing
problems, using the poem itself and the poet’s literary work as theoretical and critical tools. The
objective of this translation and this diary is to analyze how the path of writing and the path of
translation are constructed, and how the relationship between the writer and the translator is
established. Ponting as a conclusion, the idea of a impossibility of a solitary journey and
creation, when those are viewed through a feminist practice and thought.

Keywords: Argentine poetry; translation studies; feminist thought; contemporary poetry

Gabriel Bustilho Lamas

Título: Bordas de um cometa incandescente: Antonin Artaud, Georges Bataille e o surrealismo

Orientador:Prof. Doutor Marcelo Jacques de Moraes

Páginas: 95

Resumo

O presente trabalho propõe-se a, seguindo duas teses abertas por Jacqueline Chénieux-
Gendron, pensar o surrealismo pela sua “função” e reinserir na aventura surrealista dois “marginais” do movimento: Antonin Artaud e Georges Bataille. Essa tentativa dupla se dá pela
necessidade de colocar em diálogo os ideais do movimento com as tomadas de decisão que seus
integrantes tiveram frente às necessidades históricas que se impuseram, relação que damos o
nome de “função”; e também se dá pela necessidade de reaproximar esses “marginais” do
surrealismo, sobretudo em momentos em que o diálogo entre eles e o movimento foi mais
profícuo. Esses momentos são os anos 1920, com a participação de Artaud na revista La
Révolution surréaliste e o debate acerca do que seria a “revolução surrealista”, conceito que
buscamos traçar nesse trabalho; e os anos 1930, com a participação de Bataille no grupo Contre-
attaque e a discussão acerca do mito e sua relação com a ascensão do nazifascismo na Europa.
Esse trabalho, portanto, busca dar novos olhares para a história do surrealismo, sobretudo para
sua história política, a partir de um movimento reaproximação dos polos que a crítica insistiu
em separar.

Palavras-chave: Artaud; Bataille; Breton; Surrealismo.

Abstract 

Le présent ouvrage propose, à la suite de deux thèses ouvertes par Jacqueline
Chénieux-Gendron, de penser le surréalisme par sa « fonction » et de réinsérer dans l’aventure
surréaliste deux « marginaux » du mouvement : Antonin Artaud et Georges Bataille. Cette
double tentative est donnée par la nécessité de mettre en dialogue les idéaux du mouvement
avec les décisions que ses membres ont prises face à des nécessités historiques imposées, un
rapport que nous appelons « fonction » ; elle est aussi donnée par la nécessité de reconnecter
ces « marginaux » au surréalisme, surtout aux moments où le dialogue entre eux et le
mouvement était plus fructueux. Ces moments sont les années 1920, avec la participation
d’Artaud à la revue La Révolution surréaliste et le débat sur ce que serait la « révolution
surréaliste », concept que nous cherchons à esquisser dans ce travail ; et les années 1930, avec
la participation de Bataille au groupe Contre-attaque et la discussion sur le mythe et sa relation
avec la montée du nazi-fascisme en Europe. Cet ouvrage cherche donc à porter un nouveau
regard sur l’histoire du surréalisme, notamment son histoire politique, à partir d’un mouvement
de rapprochement entre les pôles que la critique s’obstinait à séparer.

Mots-clés: Artaud; Bataille; Breton; Surréalisme.

João Gabriel Kalili Marcelino

Título: Experiências literárias: a relação entre a literatura e a política em Roberto Bolaño

Orientador: Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Páginas: 114

Resumo

Esta dissertação mergulha na interseção entre literatura e política na obra de Roberto
Bolaño, utilizando como principais referências os romances Amuleto, Estrella distante
e Nocturno de Chile. O objetivo central deste estudo é compreender a singularidade
da conexão entre literatura e política que permeia o projeto literário do autor, com
ênfase na identificação de traços distintivos na maneira como essa relação é narrada.
O segundo capítulo se dedica a uma análise do romance Amuleto, com foco na figura
da personagem Auxílio Lacouture. Este capítulo se desenvolve a partir da abordagem
do caráter testemunhal da narrativa, conforme observado por Seligmann-Silva, e
busca investigar como essa narrativa desvela a evolução de um corpo político que
compartilha sua experiência. Além disso, explora a relação afetiva entre literatura e
política, contextualizada em meio à violência que assola o cenário latino-americano.
No terceiro capítulo, a pesquisa se aprofunda na relação entre Estrella distante e La
literatura nazi en América. Inicialmente, explora-se a estrutura e a construção do
romance La literatura nazi en América como uma base fundamental para compreender
a lógica da reescrita presente em Estrella distante. Ambos os romances abordam a
literatura como uma força potencialmente perigosa. A investigação destaca como
Bolaño utiliza a reescrita como uma ferramenta crítica para questionar a relação
intrincada entre literatura e poder, ressaltando os perigos quando a literatura se alinha
com ideais nefastos. No quarto capítulo, o foco recai sobre Nocturno de Chile, cujo
narrador-personagem, Sebastián Urrutia Lacroix, mantém laços estreitos com a elite
literária chilena. A dissertação explora como Bolaño coloca a literatura ao lado do
poder e tece críticas à inércia dos intelectuais diante de eventos políticos cruciais. Esta
dissertação revela o diálogo complexo e multifacetado entre literatura e política na
obra de Bolaño, oferecendo uma compreensão mais profunda das estratégias
narrativas e das questões éticas e estéticas que permeiam suas criações literárias.

Palavras-chaves: Literatura, Política, Roberto Bolaño, América-Latina, Literatura Comparada.

Abstract 

This dissertation delves into the intersection of literature and politics in the works of
Roberto Bolaño, using his novels Amuleto, Estrella distante, and Nocturno de ChilE as
primary references. The central aim of this study is to comprehend the uniqueness of
the connection between literature and politics that pervades the author’s literary
project, with a particular emphasis on identifying distinctive features in how this
relationship is narrated. The first chapter is devoted to an analysis of the novel
Amuleto, focusing on the character of Auxilio Lacouture. This chapter unfolds from an
exploration of the testimonial nature of the narrative, as observed by Seligman-Silva,
and seeks to investigate how this narrative reveals the evolution of a political body that
shares its experience. Furthermore, it explores the affective relationship between
literature and politics, contextualized within the backdrop of the violence afflicting the
Latin American landscape. The second chapter delves deeper into the relationship
between Estrella distante and La literatura nazi en América. Initially, it examines the
structure and construction of the novel La literatura nazi en América as a foundational
basis for understanding the logic of rewriting present in Estrella distante. Both novels
approach literature as a potentially perilous force. The investigation underscores how
Bolaño employs rewriting as a critical tool to question the intricate relationship between
literature and power, emphasizing the dangers when literature aligns with nefarious
ideals. The third chapter shifts its focus to Nocturno de Chile, with its narrator-
character, Sebastián Urrutia Lacroix, closely tied to the Chilean literary elite. The
dissertation explores how Bolaño situates literature alongside power and criticizes the
inaction of intellectuals in the face of crucial political events. This dissertation reveals
the complex and multifaceted dialogue between literature and politics in Bolaño’s work,
providing a deeper understanding of the narrative strategies and the ethical and
aesthetic issues that permeate his literary creations.

Keywords: Literature, Politcs, Roberto Bolaño, Latin America, Comparative Literature.

Renata Coutinho Villon

Título: ENTRE CÃO E MULHER: A escrita animal e feminina de Virginia Woolf, Clarice Lispector e Liliane Giraudon

Orientador: Prof. Dr. Marcelo Jacques de
Moraes

Páginas: 111

Resumo

O presente trabalho tem como objeto de análise as obras de três escritoras, cada uma situada
em um ponto diferente do tempo e do espaço: Virginia Woolf, Clarice Lispector e Liliane
Giraudon. Ao nos determos nos escritos onde a figura do cão aparece como central, buscamos
demonstrar que esse animal é simbólico de uma relação intricada, delicada e inspiradora entre
as mulheres, os animais e o ato de escrita. Para chegarmos a essa conclusão, investigamos em
um primeiro momento os conceitos de écriture féminine, de Helène Cixous, e de dog writing,
de Donna Haraway, sendo o primeiro significativo por apontar o indício de uma abertura do
feminino às alteridades, e o segundo por eleger a figura do cão como forma de incluir a visão
desses outros não humanos e suas complexidades em diversas obras. Além disso,
contemplamos alguns pressupostos teóricos que apontariam para uma identificação entre
animais e mulheres na sociedade patriarcal. Em seguida, ao analisarmos algumas obras dessas
três mulheres, exploramos a forma como, de diferentes maneiras, elas colocam o cão não
apenas como símbolo de alteridade, mas também como significativo de um embaralhamento
entre mulher e animal que se explicita a partir dos escritos propostos. Por fim, colocamos em
questão a possibilidade de chamarmos a escrita dessas mulheres de uma escrita animotesca, o
que, a partir do significante derridiano, significaria dizer que é uma escrita que abarca a
multiplicidade de seres no mundo, e que se inspira nessa diversidade para escrever.
Palavras-chave: Écriture féminine; dog writing; Virginia Woolf; Clarice Lispector; Liliane
Giraudon.

Abstract 

In this paper we analyze the works of three female writers, each one situated in a different
point in time and space: Virginia Woolf, Clarice Lispector and Liliane Giraudon. By focusing
on the writings where the figure of the dog appears as central, we seek to demonstrate that this
animal symbolizes an intricate, delicate, and inspiring relationship between women, animals,
and the act of writing. To reach this conclusion, we first investigate the concepts of écriture
féminine, by Helène Cixous, and of dog writing, by Donna Haraway, the first one for being
indicative of an opening of the feminine to otherness, and the second one for electing the
figure of the dog as a way to include the vision of these other non-humans and their
complexities in several works. On top of that, we contemplate some theoretical assumptions
that point to an identification between animals and women in patriarchal society. Next, by
analyzing some of the writings of the three designated women, we explore how, in different
ways, they place the dog not only as a symbol of otherness, but also as significant of a
shuffling between woman and animal that is made explicit in the proposed writings. Finally,
we question the possibility of calling the writing of these women an animotesque writing,
which, from the Derridian signifier, would mean that it is a writing that embraces the
multiplicity of beings in the world, and that draws on this diversity to write.

Keywords: Écriture féminine; dog writing; Virginia Woolf; Clarice Lispector; Liliane
Giraudon.

Suane Nascimento Mesquita

Título: CONSTRUIR SOBRE RUÍNAS: POESIA, MEMÓRIA E ARQUIVO ― UMA ANTOLOGIA

Orientador: Prof. Dr. Eduardo dos Santos Coelho

Páginas: 218

Resumo

A Literatura Negra e/ou Afro-brasileira, ainda que não seja um conceito pacífico, abre
caminhos desde o século XIX. No entanto, sua consolidação enfrenta alguns furtos memoriais
no cânone da Historiografia Literária Brasileira. Heloisa Buarque de Hollanda (1975), o Io
Encontro Nacional de Poetas e Ficcionistas Negros (1985) e Flávio Carrança (2003)
enxergaram os mesmos problemas na publicação literária brasileira a partir dos anos 1970:
bloqueio editorial e escoamento de livros e autoras/es. E apontavam a auto-publicação e/ou
mercado independemente como soluções possíveis para a circulação desses livros. A questão
é: o peso dessas dificuldades editoriais é o mesmo para poesia negra-brasileira quanto para a
poesia brasileira? Se circular é o problema, esta dissertação tenta mapear onde estão algumas
poéticas negras contemporâneas propondo uma metodologia antológica. Organizada em
ensaios interdependentes, a pesquisa parte da questão “onde estão as negras”, verso-dêitico de
Jarid Arraes, para relacionar um passado contemporâneo teórico-crítico e um presente lírico.
Para a escolha de poetas e livros de poesia, considerou-se o período de 2018 a 2021 tanto a)
por contemplar o tempo da pesquisa em si; quanto b) pela hipótese de ter se mostrado um
recorte crucial consequente de uma política reacionária de destruição da memória, à medida
que, no circuito crítico-literário e midiático, retornavam ciclicamente pautas do movimento
negro: os discursos poéticos iam à contramão do apagamento ao reivindicar os arquivos, os
nomes nos arquivos, junto de uma lírica ontológico-testemunhal. Ao longo da pesquisa foi
possível catalogar cerca de 48 editoras. A partir disso, buscou-se investigar onde e como são
publicadas/os as/os poetas negras/os contemporâneos. Tal qual Fabiane Rodrigues (2017)
nomeou “quilombos editoriais”, isto é, as propostas editoriais majoritariamente feitas por
pessoas negras e destinadas à formação de um público leitor negro (Duarte, 2014d), tentou-se
analisar a “bibliodiversidade” (López Winne e Malumián, 2016) dos catálogos das editoras
independentes coletadas, a fim de estabelecer um agrupamento por objetivos editoriais. Por
fim, propõe-se uma antologia temática não como uma simples amostragem de resultados, mas
como um breve itinerário crítico e relacional: diálogos a se construir.
Palavras-chave: Literatura Negra Brasileira; Poesia Contemporânea;Literatura Brasileira;
Mercado editorial; Antologia negra

Abstract 

The Black and/or Afro-Brazilian Literature, although it is not a peaceful concept, has opened
up paths since the 19th century. However, its consolidation faces memorial assaults in the
canon of Brazilian Literary Historiography. Heloisa Buarque de Hollanda (1975), o Io
Encontro Nacional de Poetas e Ficcionistas Negros (1985) e Flávio Carrança (2003) perceived
the same problems in Brazilian literary publishing from 1970s onwards: the editorial
interdiction and the outflow of authors and their books. They conclude that a self-made
publishing and the alternative market were the plausible and possible solutions for this
impasse. The question is: the odds are the same as for the Black-Brazilian poetry as for the
Brazilian poetry? If circulate is the problem, this dissertation tries to map where some
contemporary black poetics are, proposing an anthological methodology. Structured in
interdependent essays, this research starts from the question “onde estão as negras”, Jarid
Arraes’ deictic verse, to relate a theoretical-critical contemporary past and a lyrical present.For
the choice of poets and poetry books, the period from 2018 to 2021 was considered both a) as
it contemplates the time of the research itself; as well b) by the hypothesis that it proved to be
a crucial cut resulting from a reactionary policy of destruction of memory, as, in the critical-
literary and media circuit, agendas of the black movement cyclically returned: the poetic
discourses went against the grain of erasure by claiming the archives , the names in the
archives, along with an ontological-testimonial lyric. Throughout the dissertation it was
possible to catalog around 48 publishers. From this, we sought to investigate where and how
contemporary black poets are published. Just as Fabiane Rodrigues (2017) named “quilombos
editoriais”, that is, editorial proposals mostly made by black people and aimed at forming a
black readership (Duarte, 2014d), an attempt was made to analyze “bibliodiversidade” (López
Winne and Malumián, 2016) from the catalogs of independent publishers collected, in order
to establish a grouping by editorial purposes. Last but not least, a thematic anthology is
proposed not as a simple sampling of results, but as a brief critical and relational itinerary:
dialogues to build.

Keywords: Black Literature; Contemporary Poetry; Brazilian Literature; Publishing market;
Independent Publishing; Black Anthology

Taís de Victa Rocha

Título:A louca e a rainha: travessias literárias nas obras de Emília Freitas e Dina Salústio

Orientador: Professora Doutora Beatriz Vieira de Resende

Páginas: 120

Resumo

Este trabalho tem como proposta analisar as literaturas de autoria feminina brasileira e cabo-
verdiana em suas travessias seculares através das obras das escritoras Emília Freitas e Dina
Salústio. Ambas foram pioneiras em suas escritas e gêneros, levantando temas e questões
sociais que reverberam na contemporaneidade. Atravessando as fronteiras do fantástico utópico
e do misticismo maravilhoso, do século XIX ao Século XX, as autoras confrontam com suas
narrativas diversos elementos presentes no patriarcalismo histórico, onde destacam-se os
silenciados e ignorados, as violências, as injustiças sociais e de gênero. “A Rainha do Ignoto”
de Emília Freitas e “A Louca de Serrano” de Dina Salústio, por mais distintas que possam
parecer, assemelham-se em suas denunciantes concepções sobre as mulheres, espaço e tempo.
Visibilizam discursos, desejos e propostas que por muito tempo foram ignorados e reduzidos
na autoria feminina. Culturas e tempos que se encontram e conversam, reorganizam e
equiparam o lugar do discurso. Vozes femininas que ainda resistem em ecoar e escreverem-se.

Abstract 

This work aims to analyze the literature of Brazilian and Cape Verdean female authors in their
secular journeys through the works of the writers Emília Freitas and Dina Salústio. Both were
pioneers in their writings and genres, raising social issues and issues that reverberate in
contemporary times. Crossing the borders of the utopian fantasy and wonderful mysticism,
from the 19th to the 20th century, the authors confront with their narratives several elements
present in historical patriarchy, where the silenced and ignored, the violence, the social and
gender injustices stand out. “A Rainha do Ignoto” by Emília Freitas and “A Louca de Serrano”
by Dina Salústio, however different they may seem, are similar in their denouncing conceptions
about women, space and time. They make visible speeches, desires and proposals that for a long
time were ignored and reduced in female authorship. Cultures and times that meet and converse,
reorganize and equip the place of discourse. Female voices that still resist echoing and writing
themselves.

DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM 2022

Total de dissertações defendidas: 9

Amanda Dib da Silva de Almeida Ferreira
Título: O Traço Cego de A Paixão Segundo  G.H.: Fazer com as Mãos. Ler o Corpo

Orientador(a):Prof(a). Flavia Trocoli Xavier da Silva

Páginas: 94

Resumo

Este trabalho propõe-se a ler A paixão segundo G.H., 1964, romance escrito por Clarice Lispector, sob o viés de uma literatura que pode ser situada dentro da dimensão do não-saber. A supressão da visão como garantia da verdade se faz presente no livro de Lispector e o inscreve em um outro modo de ler e de fazer literatura. Para delinear essas questões, o pensamento de Jacques Derrida, sobretudo em Memórias de cego: o auto-retrato e outras ruínas, 1990, é evocado no que toca à perda da visão e os seus engendramentos na mencionada obra de Lispector. Ao longo do romance, G.H., narradora-personagem, indica a recusa da compreensão acerca do acontecimento que a inquieta; assim, o saber estilhaça-se e o que se lê são ruínas da certeza, da verdade e da compreensão. Por outro lado, levado pela mão da narradora-escultora, o trabalho lê a materialidade presente no texto como um gesto suplementar da visão. Entende-se que, ao
escrever sem ver, “uma mão de cego aventura-se solitária […] tacteia, apalpa, acaricia […] como se um olho sem pálpebra se abrisse na ponta dos dedos” (DERRIDA, 2010, p. 11). Portanto, o trabalho busca pensar a cegueira de A paixão segundo G.H. que se desdobra a um saber-fazer com as mãos, o que implica ler como o corpo é inscrito no texto. O objetivo principal é investigar as passagens em que o corpo se inscreve na narrativa como consequência do traço cego em A paixão segundo G.H.. Para persegui-lo, o trabalho dialoga com as linhas da teoria literária, da teoria psicanalítica e com a filosofia.

Palavras-chave: Cegueira; Mão; Corpo; Literatura; Clarice Lispector; Jacques Derrida.

Abstrait 

Cet ouvrage propose de lire La passion selon G.H., 1964, roman écrit par Clarice Lispector. Cela traite de la dimension du non-savoir. La perte de la vue comme garantie de vérité est présente dans le livre de Lispector et s’inscrit dans un style de littérature différent. Pour cerner ces questions, la pensée de Jacques Derrida, notamment dans Mémoires d’aveugle : l’autoportrait et autres ruines, 1990, est évoquée pour analyser la perte de la vue et son engendrement dans l’œuvre précitée de Lispector. Tout au long du roman, G.H., narrateur-personnage, indique le refus de comprendre l’événement qui la trouble. Ainsi, la connaissance se brise et ce qui est lu est des ruines de certitude, de vérité et de compréhension. D’autre part, prise par la main du narrateur-sculpteur, l’œuvre lit la matérialité présente dans le texte comme un geste de vision supplémentaire. Cela signifié qu’en écrivant sans voir, “Une main d’un aveugle s’aventure solitaire […] elle tâte, elle palpe, caresse […] comme si un œil sans paupière s’ouvrait au bout des doigts” (DERRIDA, 2010, p. 11). Dès lors, l’ouvrage cherche à analyser la perte de la vue La passion selon G.H. comme un savoir-faire avec les mains, et qui nécessite de lire comment le corps s’inscrit dans le texte. L’objectif principal est d’enquêter sur les passages où le corps s’inscrit dans le récit comme la conséquence de la perte de vue La passion selon G.H.. Par la suite, l’ouvrage fait référence à la théorie littéraire, à la théorie psychanalytique et à la philosophie.

Mots clés: Main; Corps; Littérature; Clarice Lispector; Jacques Derrida.

 

Graziela Campana Drago

Título:Dimensões da linguagem em “O aquário” de Alice Sampaio

Orientador(a): Prof. Doutor Ricardo Pinto de Souza

Páginas: 198

Resumo

Esta pesquisa realiza um trabalho de resgate literário através da análise crítica do romance O aquário de Alice Sampaio, publicado em 1963, em Portugal, pela Editora Livraria Bertrand. As experimentações da linguagem, gráfica e semântica utilizadas para construir significado no universo narrativo imaginário são marcantes no romance, dentre centenas de palavras inventadas ou ressignificadas, as quais foram listadas no “Glossário Laboratorial”. O fio condutor desta leitura sobre as dimensões que compõem tal espaço-tempo figura-se na personagem protagonista, Maga e em sua identidade feminina. Assim, costuramos interpretações a partir de vozes femininas e feministas para supor os pontos e nós da relação entre gênero literário e gênero identitário. Destes pontos surgiram costuras que ligam ao exterior da obra, ao passado e ao futuro histórico, quando encontramos a presença da dominação do homem na ciência, na linguagem e na política. Como desdobramento desta dominação, tornou-se indispensável considerar a imagem do robô e a imagem da humanidade, travando questões entre humanização e automação ou robotização, diante deste romance com traços de ficção científica, romance filosófico, sátira e fantasia. Em termos teóricos, os diálogos ocorrem entre teoria literária, teorias feministas, literatura comparada, análise arquetípica e interpretação semiótica. A dissertação aponta para a continuidade da pesquisa, assim como o romance aponta para a continuidade da vida.

Palavras-chave: Resgate literário, autoria feminina, interpretação crítica, romance híbrido, Obra aberta

Abstract 

This research carries out a work of literary search and rescue (SAR) through the critical analysis of the novel O aquário (The aquarium) by Alice Sampaio, published in 1963, in Portugal, by Editora Livraria Bertrand (Bertrand Press). The experimentation of language, graphics and semantics used to build meaning in the imaginary narrative universe are remarkable in the novel, among hundreds of invented or resignified words, which were listed in the “Laboratory Glossary”. The guiding thread of this reading about the dimensions that make up such space-time appears in the main character, Maga and in her female identity. Thus, we sew interpretations from female and feminist voices to assume the points and knots of the relationship between literary genre and gender identity. From these points emerged lines that connect the seam to the outside of the piece, to the historical past and future, when we find the presence of man’s domination in science, language and politics. As a result of this domination, it became essential to consider the image of the robot and the image of humanity, fighting questions between humanization and automation or robotization, in front of this novel with traces of science fiction, philosophical novel, satire and fantasy. In theoretical terms, dialogues occur between literary theory, feminist theories, comparative literature, archetypal analysis and semiotic interpretation. The dissertation points to the continuity of research, just as the novel points to the continuity of life.

Keywords: Search and Rescue, women’s writing, criticism, hybrid novel, The open work

 

Guilherme dos Santos Ferreira da Silva

Título:Manifestações poéticas: ativismo, pandemia e redes sociais

Orientador(a): Prof. Eduardo dos Santos Coelho

Páginas: 100

Resumo

Durante os anos pandêmicos de 2020 e 2021, o coletivo poético de rua Slam das Minas RJ precisou pausar suas atividades presenciais, incluindo as já famosas batalhas de poesias, bem como os encontros para debates com pautas políticas e as ações sociais promovidas pelo grupo. Instantaneamente, o coletivo desenvolveu trabalhos virtuais nas redes sociais que possibilitaram o funcionamento do movimento artístico durante a pandemia do coronavírus. A partir do estudo de poemas publicados no projeto Quarentena Poética, realizado na rede social Instagram ao longo de três meses, busco refletir o cenário pandêmico no Brasil através do olhar daqueles que são constantemente silenciados, além de identificar recursos utilizados por slammers para reformular uma poesia performática característica das ruas para o espaço on-line. Por meio do trabalho realizado pelo Slam das Minas RJ, tenho como foco comprovar que, nos momentos emblemáticos da luta contra o genocídio do povo preto e pobre, as redes sociais serviram como catalizadores para os protestos sociais que seguiram causando ainda mais impacto nas ruas. Desse modo, evidencio como o Slam das Minas RJ, ao atuar por meio das mídias digitais durante o período de epidemia da covid-19, conseguiu criar uma importante comunidade expandida capaz de divulgar denúncias da necropolítica do Estado, promover uma educação antirracista e estimular mobilizações sociais para além do espaço digital.

Palavras-chave: Slam; Poesia Marginal; Pandemia; Educação Antirracista; Redes Sociais.

Abstract 

During the pandemic years of 2020 and 2021, the poetic collective Slam das Minas RJ had to interrupt their face-to-face activities, including the famous poetry battles, as well as the meetings to discuss political guidelines and social activities. Instantly, the collective developed virtual actions on social media, which allowed the running of the artistic movement during the COVID-19 pandemic. From the study of poems published on the Quarentena Poética project, shared on Instagram during three months, I aim to reflect the pandemic scenario in Brazil, through the perspective of those who are constantly being silenced and identify features used by slammers to reformulate a performance poetry characteristic of the streets to the digital space. My focus is to comprove that, during emblematic moments of the fight against the genocide of the black and poor people, social media played an important part as catalysts for social protests that still cause an impact in the streets. In this sense, I evidence how Slam das Minas RJ created an important expanded community able to promote complaints of state necropolitics, an antiracist education, and stimulate social mobilization beyond the digital space through social media during the COVID-19 pandemic.

Keywords: Poetry Slam; Marginal Poetry; Pandemic; Antiracist Education; Social Media.

 

Juliana de Assis Beraldo

wTítulo: Por uma filosofia acéfala: as escritas de Gloria Anzaldúa e Paul B. Preciado

Orientador(a): Prof. Luciana María di Leone

Páginas: 135

Resumo

Os trabalhos de Gloria Anzaldúa, Borderlands/ La frontera (1987) e Paul B. Preciado, Testo  Junkie ([2008]2018) põem em cena algumas relações instigantes entre rosto, corpo e escrita.  Nesse sentido, são recorrentes as menções, imagens e cenas que se referem a separação entre o  corpo e a cabeça. Seja nas referências aos rituais astecas e às deusas nahuas desmembradas e  acéfalas Coyolxauhqui e Coatlicue, no livro de Anzaldúa (1987), ou em uma fábula sobre a  filosofia e a perda da cabeça, na obra de Preciado ([2008]2018), por exemplo, se desenha, de  alguma forma, uma relação entre a acefalidade e a produção de pensamento. Esta dissertação  se ocupa de investigar o modo de funcionamento dessas escritas — desde seus aspectos formais  até as construções conceituais e teóricas — com a finalidade de estudar outras metodologias e  epistemologias possíveis, considerando o feminismo contemporâneo. Portanto, a hipótese que  este trabalho levanta é a de que a acefalidade, nos textos de Gloria Anzaldúa (1987) e Paul B.  Preciado ([2008] 2018), parece ser uma perspectiva por meio da qual se pode rever algumas  questões importantes para a filosofia como, por exemplo, a relação entre corpo e escrita, a  escrita da história, os modos de visibilidade, a noção de objetividade e os conceitos de escrita,  arte e filosofia. Dialogando tanto com o feminismo [(MESSEDER (2020), HARAWAY (1995),  SCOTT ([1986]2019), HARDING ([1986]2019)] como com algumas questões filosóficas  [(ANTELO (2011), BATAILLE (1936), BENJAMIN (2012)], o presente estudo propõe a  acefalidade como um modo de produzir pensamento.

Palavras-chave: escrita; acefalidade; Gloria Anzaldúa; Paul B. Preciado; feminismo

Abstract 

The works of Gloria Anzaldúa, Borderlands/ La frontera (1987) and Paul B. Preciado, Testo  Junkie ([2008]2018) present some thought-provoking relationships between face, body, and  writing. In this sense, there are recurrent references, images, and scenes that point out the separation between the body and the head. Whether in references to Aztec rituals and the  dismembered and acephalous Nahua goddesses Coyolxauhqui and Coatlicue, in Anzaldúa’s  (1987) book, or a fable about philosophy and the loss of the head, in Preciado’s ([2008]2018)  work, for example, a relationship is somehow drawn between the headlessness and the  production of thought. This dissertation is concerned with the investigation of the way these  writings function – from their formal aspects to their conceptual and theoretical constructions – to study other possible methodologies and epistemologies, considering contemporary feminism.  Therefore, the hypothesis that this dissertation raises is that the “acephality”, in Gloria  Anzaldúa’s (1987) and Paul B. Preciado’s ([2008]2018) texts, seems to be a perspective that enables the revision of some important issues for philosophy such as, for example, the relation  between body and writing, the writing of history, modes of visibility, the notion of objectivity,  and the concepts of writing, art, and philosophy. Dialoguing both with feminism [(MESSEDER  (2020), HARAWAY (1995), SCOTT ([1986]2019), HARDING ([1986]2019)] and with some  philosophical issues [(ANTELO (2011), BATAILLE (1936), BENJAMIN (2012)], the present  study proposes the sectioning of the head as a mode of producing thought. 

Keywords: writing; Acephalous; Gloria Anzaldúa; Paul B. Preciado; feminism.

 

Karoline dos Santos Silva

Título: “ELES COMBINARAM DE NOS MATAR, MAS NÓS COMBINAMOS DE NÃO MORRER”: Opressão e violência contra mulheres Caribenhas nos romances Vasto Mar de Sargaços, de Jean Rhys e La Mulâtresse Solitude de André Schwarz-bart.

Orientador(a): Prof. Eduardo de Faria Coutinho

Páginas: 95

Resumo

Com base em um corpus composto de dois romances caribenhos de países distintos, Vasto mar de sargaços (Jamaica, 1966), de Jean Rhys, e La mulâtresse Solitude (Guadalupe, 2015), de André Schwartz-Bart, a presente dissertação é um estudo comparativo da opressão e violência vivenciadas por mulheres, como resultado da colonização e de uma sociedade centrada em valores patriarcais. O foco do trabalho recai sobre a protagonista de cada romance: duas mulheres de raça e classe social diferentes, mas que passam por grande sofrimento causado pela posição que ocupam no contexto em que vivem. O substrato teórico da dissertação é predominantemente composto de obras de áreas diversas, com o propósito de conferir à discussão um caráter interdisciplinar. Textos de Achille Mbembe, Patricia Hill Collins, Angela Davis, Gayatri Spivak, bell hooks, Lélia Gonzalez e Françoise Vergès compõem, assim, a bibliografia. O estudo é também uma tentativa de tornar a literatura caribenha mais conhecida no Brasil, onde ela ainda é muito pouco difundida.

Palavras-chave: Caribe; Mulheres; Opressão; Violência; Vasto Mar de Sargaços; La mulâtresse Solitude

Abstract 

Based on a corpus composed of two Caribbean novels from different countries, Wide Sargasso Sea (Jamaica, 1966), by Jean Rhys, and La mulâtresse Solitude (Guadalupe,1972), by André Schwartz-Bart, the present thesis is a comparative study of the oppression and violence to which women were submitted, due to colonization and a society centered upon patriarchal values. The focus of this work lies on the protagonist of each novel: two women from different ethnicity and social classes, but who experience great suffering caused by the position they hold in the contexts where they live. The theoretical background of the thesis is mainly composed of works from different areas, with the purpose of granting the discussion with an interdisciplinary character. Writings by Achille Mbembe, Patricia Hill Collins, Angela Davis, Gayatri Spivak, bell hooks, Lélia Gonzales and François Vergès are some of the texts who form this background. The study is also an attempt to make Caribbean literature more known in Brazil, where it is not yet much widespread.

Keywords: Caribbean; Women; Oppression; Violence; Wide Sargasso Sea; A woman named Solitude

 

Lucas Bastos Gomes

Título: Composição e desdobramentos do grotesco Kafkiano: uma análise do romance O Processo

Orientador(a): Prof(a). Priscila Saemi Matsunaga

Páginas: 113

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar algumas particularidades do grotesco de Franz Kafka a partir do romance O processo. Para Wolfgang Kayser, o grotesco se constitui como uma desfamiliarização do mundo, que torna alheio aquilo que nos era familiar. No entanto, em Kafka ele se constitui como um fenômeno mais plural e complexo. Assim, partindo da concepção de grotesco tal como entendida por Kayser, além de contarmos com as contribuições de outros autores como Günther Anders, Henri Bergson, Carlos Nelson Coutinho, etc., procuramos demonstrar não apenas como esse modo de expressão se constitui no texto do autor tcheco, mas também como ele possui um caráter multifacetado, apresentado desdobramentos que o levam além de uma mera questão formal. Para tanto, nossa análise se delimitará a três pontos centrais: a relação do grotesco com o tribunal que julga Josef K.; os elementos cômicos deste grotesco e seu caráter crítico ao poder; as influências histórico culturais deste grotesco, que também lhe atribuem um caráter político.

Palavras-chave: Franz Kafka; O processo; grotesco; Wolfgang Kayser.

Abstract 

This research aims to examine some aspects of Franz Kafka’s Grotesque, based on the novel The Trial. Wolfgang Kayser believes that the grotesque comes from a defamiliarization of the world, which turns what was once familiar to us into something unknown. However, in Kafka, it is conceived as a more nuanced and complex phenomenon. Therefore, coming from Kayser’s concept of grotesque, as well as leaning on the contributions of other authors such as Günther Anders, Henri Bergson, Carlos Nelson Coutinho, etc., we strive to demonstrate not only how this form of expression appears in the Czech author’s work, but also how multifaceted it is, showing implications that take it beyond a mere formal matter. Thus, our analysis will focus on three main points: the relationship between the grotesque and the court that judges Josef K.; the comic elements of this grotesque and its criticism of power; the historical and cultural influences of this grotesque, that also give it a political standpoint.

Keywords: Franz Kafka; The Trial; Grotesque; Wolfgang Kayser.

 

Luísa Loureiro Monteiro de Castro Teixeira

Título: TODO QUADRO É UM CORTE: paisagens, imagens e histórias em quadrinhos

Orientador(a):Prof(a). Flavia Trocoli Xavier da Silva

Páginas: 81

Resumo

Ao longo do século XX, as histórias em quadrinhos tornaram-se uma mídia de circulação significativa. A partir dos anos 2000, já conquistaram, com alguma resistência, uma parte da produção do mercado editorial brasileiro. Uma vez que se trata de uma linguagem com suas particularidades, a presente dissertação buscou analisar de perto quais seriam os aspectos distintivos das histórias em quadrinhos, para além da “arte sequencial” (MCCLOUD, 2005) e de uma leitura que os reduz a sua semiótica a uma junção entre texto e imagem. Para isso, buscou-se pensar uma dimensão dos quadrinhos que se pensa poeticamente, e que usa o espaço da página a partir de um modo fragmentário, além de sequencial. O aspecto teórico-crítico dos quadrinhos passa a ser explorado, então, a partir da análise de duas obras publicadas nos anos 2000, uma na França, e outra no Brasil. Os dois são projetos assinados por uma dupla de artistas. O primeiro deles, La pluie, é de autoria de Eric Lambé e Philippe de Pierpont e de publicação franco-belga. O segundo é viagem em volta de uma ervilha, das autoras Deborah Salles e Sofia Nestrovski e de publicação brasileira. A primeira publicação de La pluie foi em 2005 e viagem em volta de uma ervilha foi lançada em 2019. A partir de conceitos da crítica literária e da crítica de quadrinhos, tais como o conceito de paisagem (COLLOT, 2013) e a dimensão do corte como recurso poético (BENNET, 2014), a pesquisa buscará adentrar na linguagem dos quadrinhos, com certa liberdade reflexiva, para que as próprias
linguagens possam aparecer em suas dicções artísticas e narrativas.

Palavras-chave: Literatura e imagem; História em quadrinho; Paisagem.

Abstract 

During the 20st century, comics became a media of relevant diffusion. From 2000 onwards, they’ve already conquered, with some resistance, a part of the brazilian’s book market’s production. Since the comics are a language with its particularities, the present essay intends to make a close analysis of the distinctive aspects of comics, beyond the “sequencial art” (MCCLOUD, 2005) and interpretations that reduces their semiology to a merger between text and image. To this end, it intended to think about a dimension of comics that thinks itself poetically, and that uses the page with a fragmentary approach,
beyond sequentially. Thereafter, the theorical-critical aspect of comics will be explored from the analysis of two publications of the 2000s, one in France and the other in Brazil. The two projects have their authorships associated with a pair of artists. The first, La Pluie, was created by Eric Lambé and Philippe de Pierpont as a France-Belgium publication. The second is named viagem em volta de uma ervilha, of the artists Deborah Salles and Sofia Nestrovski, and its a brazilian publication. La pluie was first released in 2005, as viagem em volta de uma ervilha had its first apparition in 2019. Using concepts of the literary theory and comics theory, such as landscape (COLLOT, 2013) and the cesure as a poetic resource (BENNET, 2014), the research will, with a certain reflexive freedom, visit the comics language, so that they can emerge in their artistical and narrative speechs.

Keywords: Image and literature; Comics; Landscape.

 

Luiz Henrique Duarte Barbosa Hosken

Título:AS EPOPEIAS DE ALEXANDRE LOUZADA, O GRANDE:
do épico nos desfiles das escolas de samba às encruzilhadas louzadianas.

Orientador: Prof. Dr. Frederico Augusto Liberalli de Góes.

Co-Orientador: Prof. Dr. Samuel Sampaio Abrantes – UFRJ-EBA.

Páginas: 118

Resumo

Este trabalho investiga o saber épico e o saber do carnaval. Para tal, utiliza os enredos campeões
do júri oficial da festa no Rio de Janeiro assinados pelo carnavalesco Alexandre Louzada. As
epopeias funcionam como fios condutores que atravessam toda a dissertação. Aos poucos, o
saber carnaval é inserido e os conceitos são unificados. As pontes que existem são a literatura
e as artes cênicas. Do primeiro, são usados exemplos, e, das artes cênicas, o método
comparativo. Os desfiles louzadianos são ferramentas para desenvolver tais questões. Depois,
os cortejos tornam-se objetos da pesquisa de fato e o trabalho passa a desenvolver as narrativas
visuais e textuais de cada desfile selecionado. Na análise visual, sublinha-se a pluralidade de
assuntos ou as “camadas de entendimentos” que um tema proposto pode alcançar, provando a
versatilidade do fazer enredo e a capacidade de o carnavalesco de se tornar construtor de mitos.
Ao desenvolver as narrativas escritas, pautam-se as coincidências existentes entre os textos.
Apontam-se as formas que Alexandre Louzada usa para desenvolver a sua escrita. Há um
comprometimento de não engessar o fazer carnavalesco, mas colaborar com o saber acerca das
narrativas e mostrar um outro modo de ver os desfiles das escolas de samba.

Palavras-chave: Alexandre Louzada, carnaval, epopeia, escolas de samba, desfiles
louzadianos.

Abstract 

This work investigates the epic knowledge and the knowledge of carnival. To do so, it uses the
champion narratives of the official jury of the party in Rio de Janeiro, signed by the carnival
artist Alexandre Louzada. The epics function as conducting threads that run through the entire
dissertation. Gradually, carnival knowledge is inserted and concepts are unified. The bridges
that exist are literature and performing arts. From the first, examples are used, and from the
performing arts, the comparative method. Louzadian parades are tools to develop such issues.
Afterwards, the processions become objects of de facto research and the work starts to develop
the visual and textual narratives of each selected parade. In the visual analysis, the plurality of
subjects or the “layers of understandings” that a proposed theme can reach is underlined,
proving the versatility of narrative-making and the capacity of the carnival artist to become a
myth-builder. When developing the written narratives, the existing coincidences between the
texts are guided. The forms that Alexandre Louzada uses to develop his writing are pointed out.
There is a commitment not to stifle the carnivalesque style, but to collaborate with knowledge
about the narratives and show another way of seeing the samba schools’ parades.

Keywords: Alexandre Louzada, carnival, epic, samba schools, louzadian parades.

Taís Bravo Cerqueira

Título: Mulheres que Escrevem a poesia contemporânea: uma experiência crítica a partir de Adelaide Ivánova, Natasha Felix e Valeska Torres

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Coelho

Páginas: 122

Resumo

Esta pesquisa consiste numa experimentação teórica que desenvolve e registra políticas
de leitura para recepcionar criticamente a poesia brasileira contemporânea escrita por
mulheres. O trabalho que apresento a seguir se iniciou a partir de minha atuação en-
quanto cocriadora e coordenadora da iniciativa literária Mulheres que Escrevem, sobre-
tudo, da experiência de coordenar a residência criativa “Mulheres que Escrevem a Poe-
sia Contemporânea” realizada no Programa Avançado de Cultura Contemporânea
(PACC), na Faculdade de Letras da UFRJ, em 2018. Os textos críticos apresentados
nesta dissertação buscam, então, registrar a metodologia de investigação crítica coloca-
da em prática ao longo dessa residência. Como objetos de tal experimentação crítica
foram escolhidos três livros de poesia: O martelo, de Adelaide Ivanóva, publicado pela
Edições Garupa em 2017; Use o alicate agora, de Natasha Felix, publicado pela Ma-
condo edições em 2018, e O coice da égua, de Valeska Torres, publicado pela 7 Letras
em 2019. Dessa forma, cada capítulo se concentrou em um desses títulos, investigando,
por meio de uma perspectiva teórica e prática feminista, como essas poetas fabricam
uma linguagem insurgente.

Palavras chaves: Crítica Literária, Poesia, Feminismo.

Abstract 

This research consists in a theoretical experimentation that develops and registers read-
ing policies to critically interpreted contemporary Brazilian poetry written by women.
The work that I present below began with my work as co-creator and coordinator of the
literary initiative Mulheres que Escrevem, above all, from the experience of coordinat-
ing the creative residency “Mulheres que Escrevem a Poesia Contemporânea” held in
the Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC), at Faculdade de Letras da
UFRJ, in 2018. The critical texts presented in this dissertation, therefore, seek to record
the critical investigation methodology put into practice throughout this residency. As
objects of such critical experimentation, three books of poetry were chosen: O Martelo,
by Adelaide Ivanova, published by Edições Garupa in 2017; Use o alicate agora, by
Natasha Felix, published by Macondo Edições in 2018, and O coice da égua, by
Valeska Torres, published by 7 Letras in 2019. Thus, each chapter focused on one of
these titles, investigating, through a feminist theoretical and practical perspective, how
these poets manufacture an insurgent language.

Keywords: Literary Criticism, Poetry, Feminism.

Wellington Soares Lopes
Título: RAGNAROK: Aspectos do Mito Escandinavo na Atualidade

Orientador:Prof. Marcelo Diniz Martins

Coorientadora: Prof(a). Luciana dos Santos Salles

Páginas: 66

Resumo

A proposta da dissertação é analisar o tema do Ragnarok presentes na: “Edda em Prosa” escrita  por Snorri Sturluson, nas histórias em quadrinhos da Marvel e no cinema digital. É inegável  como o mito escandinavo está presente no nosso dia a dia e muita das vezes não percebemos.  As palavras em inglês para os dias da semana, por exemplo, são compostas por nomes de deuses  nórdicos, mas a influência vai além disso. Atualmente podemos assistir deuses nas telas do  cinema como heróis. Dessa forma, iremos analisar a mitologia escandinava e como os textos e  narrativas medievais influenciam as diferentes obras que existem hoje em dia. Na  contemporaneidade podemos perceber como a cultura pop tem usufruído dessa fonte primária  para poder alavancar ideias e vendas, mostrando o mito (antigo) como produto (novidade). O  presente trabalho pretende criar, dessa maneira, um paralelo entre a mitologia primordial,  literária e contemporânea fazendo uso das funções mitológicas propostas por Joseph Campbell  no livro intitulado Mito e Transformação. O historiador Mircea Eliade propõe em seu estudo  que o mito “narra uma história sagrada”, contudo tentaremos observar como a cultura  contemporânea transformou algo tão importante no tempo primordial em produto. Analisando  o tema do Ragnarok presentes na: “Edda em Prosa” escrita por Snorri Sturluson, dos  quadrinhos de Thor e do filme (Thor Ragnarok) lançado em 2017.

Palavras-chave: Ragnarok, Cinema, Quadrinhos, Thor, Mitologia Nórdica, Cultura Pop Escandinávia, Vikings. 

Abstract 

The purpose of the dissertation is to analyze the theme of Ragnarok present in: “The  prose Edda” written by Snorri Sturluson, in Marvel comics and in digital cinema. It’s  undeniable how scandinavian myth is present in our day by day and most of the times  we don’t realize it. The word in English for days of week, for example, are compound  by names of norse gods but the influence goes beyond that. Currently we can watch  gods in cinema screens as heroes. On that way, we are going to analyze scandinavian  mythology and how medieval texts and narratives influenced different pieces that exist  nowadays. In contemporaneity we can perceive how pop culture had benefited from  this primary source to boost ideas and sells showing myth (ancient) as product  (innovation). The present work intends to create on that way a parallel between  primordial mythology, literary and contemporary using mythical functions proposed  by Joseph Campbell in his book named “Pathways to Bliss: Mythology and Personal  Transformation”. The historian Mircea Eliade proposes in his study that myth “narrates  one holy history” although we will try to observe how contemporary culture  transformed something so important in primordial time in product. Analyzing the  theme Ragnarok existent in: “The prose Edda” written by Snorri Sturluson, one of  comics from Thor and the movie (Thor Ragnarok) just released in 2017.

Keywords: Ragnarok, Cinema, Comics, Thor, Norse Mythology, Pop Culture,  Scandinavia, Vikings. 

 

DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM 2021

Total de dissertações defendidas: 11

Alexandre Marzullo

Título: A Invenção do Sonhador: Cais e a Canção como Objeto Estético

Orientador(a):Prof. Doutor Marco Americo Lucchesi

Coorientadora: Prof. Doutora Maria Lucia Guimarães de Faria

Páginas: 138

Resumo

A pesquisa propõe uma investigação sobre a canção popular brasileira a partir de um enfoque propriamente estético, utilizando-se para isso de suas interpolações com instâncias da literatura e poesia modernas, amparadas pela crítica literária, pela crítica da canção e pela filosofia estética. A oportunidade para tal pesquisa nasce a partir da constatação de que a canção Cais (1972), escrita por Milton Nascimento e Ronaldo Bastos, traz como tema principal de sua lírica o próprio ato poético, problematizando a criação da canção como uma invenção de mundo. Para entender melhor esta articulação poética, construímos uma dupla navegação, levantando a trajetória artística do letrista da canção, Ronaldo Bastos, até a composição de Cais, e ao mesmo tempo, investigando o surgimento de uma perspectiva declaradamente estética na canção popular, que tudo indica que tenha acontecido por ocasião da Bossa Nova, no final dos anos 1950. Na sequência, demonstramos como as consequências dos desenvolvimentos bossanovistas, bem como de suas elaborações críticas são atravessadas pelo golpe militar de 1964, radicalizando o debate sobre a canção popular e sua importância enquanto parte fundamental de um projeto civilizatório moderno. Como demonstramos, ambas as linhas coincidem perfeitamente; assim, no arremate a tais eventos, e diante da angústia de um horizonte político ditatorial, a canção Cais aponta a possibilidade de uma saída pela estética, à maneira nietzscheana, aproximando o gesto de invenção ao sentimento puro da palavra viva em carne e espírito, percebido por Hölderlin e delineado por Agamben através do termo stimmung: palavra livre, vocação. E então, o mundo. 

Palavras-chave: Canção brasileira, MPB, Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Clube da Esquina, Stimmung, Cais.

Abstract 

This thesis proposes an examination of Brazilian popular music, with a more specifically aesthetic
approach, analyzing its intersections with modern literature and poetry, aided by literary as well as

musical critiques, and by aesthetic philosophy. The inciting incident for this study was the observa-
tion that the central lyrical object of the song “Cais”, written by Milton Nascimento and Ronaldo

Bastos, from the Clube da Esquina album (1972), is the poetic act itself, comparing the process of
writing a song to that of creating a world. To better understand this poetic articulation, this study
took a dual course of action, assessing the artistic career of Ronaldo Bastos – who wrote the song’s
lyrics – up until writing “Cais”, while simultaneously examining the rise of a new, self-professed
aesthetic perspective in popular music, which appears to have come about with the rise of Bossa

Nova musical movement, at the end of 1950s. Following that, the study shows how the conse-
quences of Bossa Nova’s developments and of its critiques were impacted by the 1964 military

coup d’état, radicalizing the debate over popular music and its role as an integral component in the
modern civilizing project. As the study shows, both threads coincide perfectly. Thus, in the midst of
said events and in the face of a dictatorial political horizon, the song “Cais” shows the possibility
of a way out via aesthetics, in Nietzschean fashion, bringing the act of creation closer to the pure
feeling of the living word, in bare flesh and spirit, as understood by Hölderlin and defined by
Agamben by the word stimmung: freedom through language, pure word, vocation. And then, the
world.

Keywords: Brazilian popular music, song, Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Clube da Esqui-
na, Stimmung, Cais.

 

Ana Clara Rodrigues Ferraz

Título: O ENCONTRO ENTRE SONHO E AURA: Um estudo da imagem surrealista na era da reprodução técnica.

Orientador(a): Prof. Eduardo Guerreiro Brito
Losso

Páginas: 100

Resumo

O objetivo deste trabalho é discutir acerca do conceito da reprodutibilidade técnica e pensar
nas modificações ocorridas que viriam a intervir nos setores da cultura. Nesse sentido, esta
pesquisa inicia um diálogo entre as associações imagéticas da literatura e do cinema,
perpassando o estudo da fotografia como arte, de maneira que o entendimento sobre as obras
do movimento surrealista seja aprofundado. O surrealismo foi escolhido para ser estudado
com a intenção de construir uma pesquisa na qual fosse possível abordar não só uma
interseção entre diferentes tipos de linguagens artísticas, mas, também, a sua influência
através das representações estéticas; buscando na sua composição visual os elementos-chave
que direcionam o espectador ao choque. Diante disso, o foco da pesquisa se concentra na
relação entre estética e automatismo psíquico, com a intenção de investigar a relação de
experimentação entre obra-espectador. É, também, a partir da experimentação, que se busca
desconstruir o conceito de declínio da aura da obra de arte quando reproduzida (BENJAMIN,
1955); dessa maneira, a arte surrealista se solidifica como meio de democratização e
subversão. Por isso, optamos por analisar a obra surrealista Um Cão Andaluz (1929),
pensando sua construção crítica, assim como a fotografia Lágrimas de Vidro (1932), a ser
vista como ponte entre as relações de imagem e reprodução; quando o real se transforma em
fantasia por meio de uma ruptura com a expectativa da realidade. No entanto, o ponto
principal dessa análise se concentra na imagem literária na obra O Amor Louco (1937), de
André Breton, em que é possível reconhecer uma estética não-linear que segue o ritmo do
fluxo inconsciente ao discursar sobre o amor. Enfim, é observando a estética do surrealismo, e
analisando suas possibilidades dentro de manifestações artísticas distintas, que buscamos
comprovar que, em um contexto de reprodução técnica da imagem, o surrealismo é capaz de
subverter a ideia de declínio da aura, bem como perpetuar o seu caráter ilusional.

Palavras-chave: Surrealismo; Aura; Literatura; Cinema; Fotografia.

Abstract 

The aim of this research is to discuss the concept of technical reproducibility and to think
about the changes that would intervene in the cultural sectors. Therefore, this research
initiates a dialogue between the imagetic associations of literature and cinema, going through
the study of photography as an art, so that the understanding of the works of the surrealist
movement is deepened. The surrealist movement was chosen to be studied with the intention
of building a research in which it was possible to approach not only an intersection between
different types of artistic languages but also their influence through aesthetic representations,
seeking the key elements that direct the spectator to its shock in its visual composition. Thus,
the research focus is on the connection between aesthetics and psychic automatism, intending
to investigate the experimentational relationship between the work of art and its spectator. It
is also from experimentation that one seeks to deconstruct the concept of the aura’s decline in
a piece of art when it is reproduced (BENJAMIN, 1955), in this way, surrealist art is
solidified as a means of democratization and subversion. For this reason, we have opted to
analyze the surrealist work Un Chien Andalou (1929), thinking about its critical construction,
as well as the photograph Glass Tears (1932), that works as a bridge between the relations of
image and reproduction, in which the real becomes fantasy through a rupture of reality’s
expectations. However, the main point of this analysis is the literary image in the work
L’Amour Fou (1937), by André Breton, in which it is possible to recognize a non-linear
aesthetic that follows the rhythm of the unconscious flow when talking about love. Finally, it
is by observing the surrealist aesthetics, and analyzing its possibilities within different artistic
manifestations, that we seek to prove that in the context of the technical image reproduction
the surrealism is capable to subvert the idea of aura’s decline, as well as to perpetuate its
illusional characteristic.

Keywords: Surrealism; Aura; Literature; Cinema; Photography.

 

Anna Carolina Deodato da Silva

Título: (RE) LEITURAS GASTRONÔMICAS: O NÃO-DITO DA COMIDA EM “DONA FLOR E

SEUS DOIS MARIDOS” E “GABRIELA, CRAVO E CANELA”

Orientador(a): Professor Doutor Marco Americo
Lucchesi

Páginas: 166

Resumo

Neste trabalho, analiso a produção corpóreo-discursiva do prazer íntimo e erótico no Chaturbate, plataforma de sexcam na qual pessoas realizam apresentações sexuais explícitas a um determinado público via webcam. Parto da utilização do Lovense Lush, vibrador que pode ser controlado à distância pela plateia durante tais shows, para estudar como ambos esses dispositivos (Foucault, 2009[1982]; Agamben, 2009), junto à linguagem, participam da atividade carnal desenvolvida e elaboram formas de contato que, em seu desenrolar, reafirmam e desestabilizam os sentidos daquilo que entendemos por “sexo”, “corpo”, “pessoa”, “tecnologia”, “toque”, “prazer”, “erotismo” e “intimidade”. Baseando-me em uma visão performativa de linguagem (Austin, 1990[1962]; Pennycook, 2007), nos fundamentos da etnografia para a internet (Hine, 2001, 2005, 2012, 2015) e em discussões sobre o momento político e econômico atual
(Deleuze, 1992[1990]; Hardt & Negri, 2004; Guyer, 2016; Preciado, 2018[2008]), investigo como a construção de um corpo dito “natural”, intrinsecamente “humano”, é reproduzida e negociada nas interações sociodiscursivas traçadas no Chaturbate por meio de repertórios semióticos e tecnológicos que performam e realizam aquilo que se entende como “prática sexual” por excelência, e nas quais o vibrador, enquanto “cópia do pênis” (Preciado, 2014[2000]), tem papel central. O foco é explorar não somente como “corpos” são “tocados” por meios de interações na plataforma em questão, mas também como é que esses mesmos “corpos” se constroem como tais nesses eventos, realizando, performativamente, a ontologia de suas próprias realidades e elaborando modos de sentir e expressar sentimentos de excitação sexual e corpórea. Com isso, amplio a ideia de performance linguística para além do “humano” (Pennycook, 2018) e passo a considerar outros dispositivos como atuantes na instauração de práticas sociais (Latour, 2012).

Palavras-chave: Dildo. Etnografia. Performance. Pós-Humano. Prazer. Sexcam.

Abstract 

In this work, I analyze the corporeal-discursive production of intimate and erotic pleasure on Chaturbate, a sexcam platform in which people develop explicit sexual performances for an audience via webcam. As my primary unit of analysis, I take the Lovense Lush, a vibrator that can be controlled remotely by the audience during these shows, to study how both apparatuses (Foucault, 2009[1982]; Agamben, 2009), along with language, participate in the carnal activity and develop ways of getting in touch that, during the event, reaffirm and undermine senses of what we understand by “sex”, “body”, “person”, “technology”, “touch”, “pleasure”, “eroticism”, and “intimacy”. Relying on a performative view of language (Austin, 1990[1962]; Pennycook, 2007), internet ethnographic research (Hine, 2001, 2005, 2012, 2015), and discussions about the current political moment (Deleuze, 1992[1990]; Hardt & Negri, 2004; Guyer, 2016; Preciado,
2018[2008]), I investigate how the construction of a so-called (and “essentially human”) “natural body” is reproduced and negotiated in sociodiscursive interactions that happen on Chaturbate through semiotic and technological repertoires that perform and create what is traditionally understood as “sexual practice”, and in which the Lush vibrator, as a “copy of the penis” (Preciado, 2014[2000]), has the main role. The focus is to explore not only how “bodies” are “touched” by interactions in the platform in question, but also how these very “bodies” built themselves as such in these events, elaborating, performatively, the ontology of their own realities and developing ways of perceiving and expressing sexual and corporeal feelings. Thereby, I expand the idea of linguistic performance beyond the “human” (Pennycook, 2018) and start considering other apparatuses as active agents in the composition of social practices (Latour, 2012).

Keywords: Dildo. Ethnography. Performance. Posthuman. Pleasure. Sexcam.

 

Bruna Matos da Silva Cardoso Dias

Título: Uma poética da transmutação – a palavra cíclica do desejo: Hilda Hilst entre Dionísio e Ariana.

Orientador(a): João Camillo Barros de Oliveira Penna

Páginas: 102

Resumo

Esta dissertação toma como ponto de partida a metáfora da Casa, na poesia de Hilda Hilst, em todas as suas refrações: casa material e biográfica, corpo, poema, transcendência. A Casa desenha uma poética particular do desejo, é por ela, e somente por ela, que se toca o intocável. O que nasce do corpo, torna-se palavra, toca o sagrado e volta para a corporalidade compulsória do poema e do leitor. Casa sagrada de eros, transcendência imanente. O corpo do poema/casa é o testemunho de um corpo que vive, de um corpo vivo. Além disso ela pretende demonstrar que há nos poemas de “Ode descontínua e remota para flauta e oboé. De Ariana para Dionísio”, do livro Júbilo, Memória e Noviciado da Paixão (1974) de Hilda Hilst, um roteiro cíclico programático do desejo como modo de encontro com o sagrado através da palavra poética. Esse encontro se consagra sempre no limiar da carne, numa experiência extremada do corpo, dos sentidos e das emoções pela palavra. 

Palavras-chave: Hilda Hilst – poesia brasileira – erotismo – sagrado – Georges Bataille

Abstract 

This dissertation takes its point of departure in the metaphor of the House, in Hilda Hilst’s poetry, in all its refractions: material and biographical house, body, poem, transcendence. The House draws a peculiar poetics of desire; it is through it (her in Portuguese), and only thought it that one is able to touch the untouchable. What is born in the flesh becomes word, touches the sacred and returns towards the compulsory corporeality of the poem and of the reader. The sacred House is eros, immanent transcendence. The body of the poem/House is the witness of a body that lives, of a living body. Apart from that. this  dissertation intends to demonstrate that there is, in Hilda Hilst’s poems “Ode descontínua e remota para flauta e oboé”, contained in the volume, Júbilo, Memória e Noviciado da Paixão (1974), a cyclical programmatic script of desire as a way of encountering the sacred through the poetic word. This encounter takes place at the threshold of the flesh in an extreme experience of the body, of the senses and of the emotions throughout the word.

 

Clarissa Martins Stycer

Título: “JE NE VOIS PAS. MAIS JE VOIS BIEN MIEUX – ENCORE QUE TRÈS
OBSCURÉMENT (…)”: VISUALIDADE EM O ATELIÊ DE GIACOMETTI, DE JEAN GENET

Orientador(a): Prof. Dr. João Camillo Penna

Páginas: 131

Resumo

Esta dissertação conduz uma leitura de O ateliê de Giacometti (1957), de Jean Genet
(1910-1981), pela via da visualidade. No trabalho com o livro de um escritor em torno de
um artista visual, Alberto Giacometti, a pesquisa procurou delimitar aspectos do texto em
que está em questão uma complexidade do que é visível. A primeira parte deste trabalho
buscou pensar os modos de ler um texto literário autorreflexivo. Partindo de comentários
de Hélène Cixous e Jacques Derrida, que associam, de formas diferentes, este texto de
Genet a um “problema de visão”, o estudo explora a ideia de um saber da literatura que
teria a insuficiência da visão como paradigma. Em paralelo, tratou-se de pensar, a partir
de Glas, de Derrida, o estatuto do significado na obra do autor. Estas reflexões guiam a
segunda parte da dissertação. O trabalho se detém, então, em momentos de O ateliê de
Giacometti em que, diante de uma obra, o olhar se vê perturbado por um distanciamento
da imagem, assim como por uma impressão que não chega pelos olhos. Dinâmicas entre
visibilidade e falta, que passam pelos problemas do espaço em branco e da escrita para os
mortos na obra de Genet. Em outras passagens, o visível se aproxima do que se chama
aparência, em uma crítica do utilitário e sua implicação na literatura. Por último, o
trabalho indica, em um texto do escritor sobre Rembrandt, uma espécie de rasura sobre a
descrição de um olhar em O ateliê de Giacometti.

Palavras-chave: Jean Genet, Alberto Giacometti, visualidade, artes visuais.

Abstract 

This Master thesis conducts a reading of The Studio of Giacometti (1957), by Jean Genet
(1910-1981), through the theme of visuality. Working with a book about a visual artist,
Alberto Giacometti, the research aimed at delimiting aspects of the text where a
complexity of the visible is at issue. The first part of the work questions the ways of
reading a literary text that thinks about itself. Taking the commentaries of Hélène Cixous
and Jacques Derrida as starting point, in order to associate, each one in a different manner,
Genet’s text to a “vision trouble”, the study explores the idea of a literary knowledge that
would have the insufficiency of vision as a paradigm. At the same time, the research
reflected, after Derrida’s Glas, on the comprehension of the signified at the author’s work.
These questions guided the second part of this thesis, where I focus on passages of The
Studio of Giacometti which describe the troubled gaze by a distancing of the image, as
well as by an impression which does not come from the eyes. These dynamics take place
between visibility and lack which go through problems of the blank space and the writing
dedicated to the dead in Genet’s work. In other passages, the visible is close to what is
called appearance, in a criticism of utilitarianism and its implication on literature. At last,
the work points out to a kind of erasure in a text by the same author on Rembrandt, which
affects the description of a look in The Studio of Giacometti.

Keywords: Jean Genet, Alberto Giacometti, visuality, visual arts.

 

Débora Maria da Conceição Roque

Título: ENTRE A ESCRITA E A PERFORMANCE: representações da diferença surda na literatura

Orientador(a):  Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Páginas: 177

Resumo

Este estudo busca mobilizar a construção de uma cartografia das formas de representação
da diferença surda na literatura com o objetivo de analisar como a experiência da surdez é
tematizada e elaborada em obras ficcionais e em performances de poetas surdos. A pesquisa
mobiliza um olhar atento para a emergência da ideia da surdez atrelada a uma matriz de

experiência e a partir da disseminação de uma concepção da surdez enquanto diferença étnico-
linguística. Dessa forma, a análise foca no impacto da emergência do modelo

socioantropológico da surdez na produção literária infantil, em romances contemporâneos e nas
performances de poetas surdos. Assim, igualmente, busca analisar a permanência do modelo
médico-terapêutico de tratamento da surdez, construído de modo a sustentar ideais
homogeneizantes acerca do que é ser surdo. A estrutura da discussão crítica das obras elegidas
é conduzida através de fragmentos literários em diálogo com as contribuições de leituras
teóricas provindas dos Estudos Culturais, Estudos surdos, Estudos pós-coloniais, teoria
feminista e estudos de raça. Autores frequentados neste percurso são: Stuart Hall, Michel
Foucault, Carlos Skliar, Paddy Ladd, Oliver Sacks, Gladis Perlin, Simone de Beauvoir, Grada
Kilomba, Neusa Santos Souza, Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro, Achille Mbembe, Frantz
Fanon, entre outros.

Palavras-chave: diferença surda; literatura; performance; cultura surda;

Abstract 

This study seeks to mobilize the construction of a cartography of the forms of
representation of the deaf difference in literature in order to analyze how the experience of
deafness is thematized and elaborated in fictional works and performances of deaf poets. The
research mobilizes a careful look at the emergence of the idea of deafness linked to a matrix of
experience and from the dissemination of a conception of deafness as an ethno-linguistic
difference. Thus, the analysis focuses on the impact of the emergence of the
socioanthropological model of deafness in children’s literature production, in contemporary

novels and in the performances of deaf poets and also analyzes the permanence of the medical-
therapeutic model of treatment of deafness, built in order to sustain homogenizing ideals about

what it is to be deaf. The structure of the critical discussion of the selected works is conducted
through literary fragments in dialogue with the contributions of theoretical readings coming
from Cultural Studies, Deaf Studies, Postcolonial Studies, feminist theory and race studies.
Authors frequented in this journey are: Stuart Hall, Michel Foucault, Carlos Skliar, Paddy Ladd,
Oliver Sacks, Gladis Perlin, Simone de Beauvoir, Grada Kilomba, Neusa Santos Souza,
Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro, Achille Mbembe, Frantz Fanon, among others.

Keywords: deaf difference; literature; performance; deaf culture

 

Karoline dos Santos Silva

Título: Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer: opressão e violência contra mulheres caribenhas nos romances Vasto mar de Sargaços de Jean Rhys e La mulâtresse Solitude de André Schwarz-Bart

Orientador(a):  PEduardo de Faria Coutinho

Páginas: 95

Resumo

Com base em um corpus composto de dois romances caribenhos de países distintos, Vasto
mar de sargaços (Jamaica, 1966), de Jean Rhys, e La mulâtresse Solitude (Guadalupe, 2015),
de André Schwartz-Bart, a presente dissertação é um estudo comparativo da opressão e
violência vivenciadas por mulheres, como resultado da colonização e de uma sociedade
centrada em valores patriarcais. O foco do trabalho recai sobre a protagonista de cada
romance: duas mulheres de raça e classe social diferentes, mas que passam por grande
sofrimento causado pela posição que ocupam no contexto em que vivem. O substrato teórico
da dissertação é predominantemente composto de obras de áreas diversas, com o propósito de
conferir à discussão um caráter interdisciplinar. Textos de Achille Mbembe, Patricia Hill
Collins, Angela Davis, Gayatri Spivak, bell hooks, Lélia Gonzalez e Françoise Vergès
compõem, assim, a bibliografia. O estudo é também uma tentativa de tornar a literatura
caribenha mais conhecida no Brasil, onde ela ainda é muito pouco difundida.

Palavras-chave: Caribe; Mulheres; Opressão; Violência; Vasto Mar de Sargaços; La
mulâtresse Solitude

Abstract 

Based on a corpus composed of two Caribbean novels from different countries, Wide
Sargasso Sea (Jamaica, 1966), by Jean Rhys, and La mulâtresse Solitude (Guadalupe,1972),
by André Schwartz-Bart, the present thesis is a comparative study of the oppression and
violence to which women were submitted, due to colonization and a society centered upon
patriarchal values. The focus of this work lies on the protagonist of each novel: two women
from different ethnicity and social classes, but who experience great suffering caused by the
position they hold in the contexts where they live. The theoretical background of the thesis is
mainly composed of works from different areas, with the purpose of granting the discussion
with an interdisciplinary character. Writings by Achille Mbembe, Patricia Hill Collins,
Angela Davis, Gayatri Spivak, bell hooks, Lélia Gonzales and François Vergès are some of
the texts who form this background. The study is also an attempt to make Caribbean literature
more known in Brazil, where it is not yet much widespread.

Keywords: Caribbean; Women; Oppression; Violence; Wide Sargasso Sea; A woman named
Solitude

 

Laíza Stéfane Verçosa do Nascimento

Título: EMBARAÇOS DA DIÁSPORA: uma leitura do cabelo da mulher negra em Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie, e em obras afro-atlânticas contemporâneas

Orientador: Prof. Dr. Paulo Roberto Tonani do Patrocínio

Páginas: 100

Resumo

Reúnem-se nesta dissertação uma costura de interpretações de obras artísticas da
contemporaneidade, nas quais o cabelo aparece como índice para compreensão das
experiências de mulheres negras nas cidades da diáspora afro-atlântica. A obra de
partida para as leituras é o romance Americanah, da autora nigeriana Chimamanda
Ngozi Adichie. Essas leituras são costuradas pelos conceitos de raça, gênero, diáspora,
interseccionalidade e representação, discutidos a partir dos autores Grada Kilomba,
Stuart Hall, bell hooks e Patricia Hill Collins. A autora Nilma Lino Gomes aparece
também como uma importante referência sobre como o cabelo cacheado e crespo são
sinais diacríticos da raça e, para as mulheres, são também um signo de feminilidade.
Além dos livros de Adichie, incluem-se entre as obras analisadas a narrativa
memorialística Esse cabelo, de Djaimilia Pereira de Almeida, o livro Talvez precisemos
de um nome para isso e o ensaio “As raízes e a cabeça”, da brasileira Stephanie Borges,
o filme Kbela, da brasileira Yasmin Thayná, um detalhe de instalação chamado “Sem
título (da série As três Graças)”, da artista Rosana Paulino, algumas séries negras
populares no universo mainstream e a música e videoclipe “Don’t touch my hair” da
estadunidense Solange Knowles.

Palavras-chave: Cabelo; Interseccionalidade; Chimamanda Ngozi Adichie;
Diáspora Afro-atlântica; Nilma Lino Gomes.

Abstract 

This dissertation brings together a seam of interpretations of contemporary
artistic works, in which hair appears as an index for understanding the experiences of
black women in the cities of the Afro-Atlantic diaspora. The starting work for the
readings is the novel Americanah, by the Nigerian author Chimamanda Ngozi Adichie.
These readings are stitched together by the concepts of race, gender, diaspora,
intersectionality, and representation, discussed by authors Grada Kilomba, Stuart Hall,
bell hooks and Patricia Hill Collins. The author Nilma Lino Gomes also appears as an
important reference on how curly and frizzy hair are diacritical signs of race and, for
women, they are also a sign of femininity. In addition to Adichie’s books, the works
analyzed include the memorialistic narrative Esse cabelo, by Djaimilia Pereira de
Almeida, the book Talvez precisemos de um nome para isso and also the essay “As
raízes e a cabeça”, by the Brazilian Stephanie Borges, the film Kbela, by the Brazilian
Yasmin Thayná, an installation detail called “Untitled (from the series As Três
Graças)”, by artist Rosana Paulino, some popular black series in the mainstream
universe and the music and music video “Don’t touch my hair” by the American
Solange Knowles.

Keywords: Hair; Intersectionality; Chimamanda Ngozi Adichie; Afro-Atlantic
diaspora; Nilma Lino Gomes.

Luis Eduardo de Oliveira Campagnoli

Título: As trapaças de Tutameia.

Orientador(a):  Profa Dra Danielle dos Santos Corpas

Páginas: 92

Resumo

Esta dissertação discute o último livro publicado por João Guimarães Rosa
(1908-1967), Tutameia (terceiras estórias) (1967). Devido à grande quantidade de
textos que integram o livro (um total de 44), foi feita uma seleção que inclui todos os
seus quatro prefácios (“Aletria e hermenêutica”, “Hipotrélico”, “Nós, os temulentos”,
“Sobre a escova e a dúvida”) e os seguintes contos: “Intruge-se”, “Retrato de cavalo”
“Vida ensinada”, “Barra da Vaca”, “Estória no 3”, “Desenredo” e “Esses Lopes”; são
também mencionados outros textos do livro e outras obras do autor. É de interesse desta
dissertação debater o sentido e a função de uma lógica da trapaça que perpassa
Tutameia. A discussão aqui produzida dialoga com parte da fortuna crítica do livro,
além de se valer de outros críticos de literatura e outros escritores.

Palavras-chave: João Guimarães Rosa; Tutameia (terceiras estórias); Literatura
brasileira; Conto brasileiro; Trapaça.

Abstract 

This dissertation discusses the last book published by João Guimarães Rosa
(1908-1967), Tutameia (terceiras estórias) (1967). Due to the large amount of texts that
integrate the book (a total of 44), a selection was made, which includes its four prefaces
(“Aletria e hermenêutica”, “Hipotrélico”, “Nós, os temulentos”, “Sobre a escova e a
dúvida”) and the following short-stories: “Intruge-se”, “Retrato de cavalo” “Vida
ensinada”, “Barra da Vaca”, “Estória no 3”, “Desenredo”, and “Esses Lopes”; other
texts in the book, plus other books of Guimarães Rosa’s ouvre, are also mentioned. This
dissertation is interested in debating the meaning and the function of a logic of tricks
that runs through Tutameia. The discussion herein developed dialogues with part of the
critical material about the book, and relies on other critics of literature and other writers
as well.

Keywords: João Guimarães Rosa; Tutameia (terceiras estórias); Brazilian literature; Brazilian short-story; Trick.

 

Luiz Cláudio da Silva Souza

Título: Avaliação pela comunidade surda brasileira das políticas linguísticas da libras e seus desdobramentos

Orientador(a):  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tílio

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Angela Maria da Silva Corrêa

Páginas: 203

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo avaliar as políticas linguísticas da Libras implementadas entre 2002 – 2018. Nesse sentido, analisamos como estão configuradas as políticas linguísticas nos
dispositivos jurídicos (Leis e Decretos) que versam sobre o assunto. Buscamos identificar a percepção de surdos e não-surdos de referência sobre os desdobramentos das políticas
implementadas nos últimos anos, bem como verificar quais são as políticas necessárias para o futuro. O fazer políticas linguísticas sempre foi objeto de governos e sempre ocorreu nas
práticas sociais. Nessa perspectiva, do ponto de vista dos efeitos produzidos, a política linguística pode ser acertada ou danosa. Assim, pela sua própria natureza, este campo operacionaliza intervenção sobre as línguas, isto é, promove ações para o planejamento e gestão do plurilinguismo. A presente pesquisa caracteriza-se como qualitativa de orientação crítica (portanto, com objetivo de promover mudanças sociais). Os principais instrumentos de geração de dados selecionados para a investigação foram a análise documental e a entrevista. Para a realização desta, elaboramos dois questionários. No primeiro, as perguntas destinadas aos participantes objetivaram a produção dos enunciados sem impedir o surgimento de novos tópicos durante a entrevista. O segundo questionário foi organizado em categorias mais específicas baseadas na tipologia de Reagan (2010) para as ações do planejamento linguístico. No primeiro bloco, buscou-se informações sobre avanços e limitações na situação linguística. No segundo bloco, as questões orbitam as representações sociais sobre a Libras, a política educacional, a política de aquisição, os riscos linguísticos e a política de tradução e interpretação. A pesquisa está fundamentada em trabalhos de Reagan (2010), Lagares (2019), Calvet (2007), Oliveira (2009), Hamel (2013), Altenhofen (2013), Strobel (2006), Quadros (2014), Stumpf (2005), Rajagopalan (2013). Os resultados mostraram significativa melhora no planejamento linguístico da Libras desde 2002. Contudo, percebe-se limitações significativas no planejamento linguístico de aquisição da Libras, em políticas educacionais desenhadas dentro da perspectiva surda, e impactos expressivos na ausência de políticas claras em espaços como o contexto da Saúde e Justiça.

Palavras-chave: Políticas linguísticas. Planejamento linguístico. Libras. Bilinguismo. Plurilinguismo.

Abstract 

This research aims to evaluate the linguistic policies of Libras implemented between 2002 – 2018. In this sense, we analyze how the linguistic policies are configured in the legal provisions
(Laws and Decrees) that deal with the subject. We seek to identify the perception of deaf and non-deaf people about the consequences of the policies implemented in recent years, as well as
to verify which policies are necessary for the future. The making of linguistic policies has always been the object of governments and has always occurred in social practices. In this
perspective, from the point of view of the effects produced, linguistic policy can be right or harmful. Thus, by its very nature, this field operationalizes interventions on languages, that is,
it promotes actions for the planning and management of plurilingualism. The present research is characterized as qualitative with a critical orientation (therefore, with the objective of
promoting social change). The main instruments of data generation selected for the investigation were document analysis and the interview. In order to do that, we elaborated two
questionnaires. In the first one, the questions the participants were asked aimed at producing statements without preventing the emergence of new topics during the interview. The second
questionnaire was organized into more specific categories based on the typology of Reagan (2010) for the actions of linguistic planning. In the first block, information on advances and
limitations in the linguistic situation was sought. In the second block, the questions orbit social representations about Libras, educational policy, acquisition policy, linguistic risks, and
translation and interpretation policy. The research is based on works by Reagan (2010), Lagares (2019), Calvet (2007), Oliveira (2009), Hamel (2013), Altenhofen (2013), Strobel (2006),
Quadros (2014), Stumpf (2005), Rajagopalan (2013). The results showed a significant improvement in the linguistic planning of Libras since 2002. However, there are significant limitations in the linguistic planning of the acquisition of Libras, in educational policies designed within the deaf perspective, and expressive impacts in the absence of clear policies in spaces such as the context of Health and Justice.

Keywords: Linguistic policies. Linguistic planning. Libras. Bilingualism. Plurilingualism.

 

Marcela Corrêa de Menezes

Título:

O arquivo em movimento: (re)leituras da Nuvem Cigana

Orientador:  PProf. Dra. Luciana di Leone.

Páginas: 110

Resumo

Nos anos 70, o coletivo multidisciplinar Nuvem Cigana nos trouxe uma ideia de
circularidade na qual era possível estar em movimento numa oposição direta ao regime
ditatorial. O grupo, que vivenciou a contracultura meio a repressão política dos anos de
chumbo, foi responsável por movimentar o cenário cultural carioca naquele momento,
fazendo-se como alternativa à impressa tradicional, promovendo performances poéticas e
eventos festivo-carnavalescos. Uma releitura da Nuvem hoje parece nos apontar alguns dos
caminhos estéticos e políticos que se fazem presentes no campo das artes e que, talvez, ainda
não tenham sido muito explorados pela crítica: a construção de novos modelos
organizacionais de produção e o surgimento de produções literárias que, por vezes,
projetavam-se para além da palavra escrita, aventurando-se por registros precários ou quase
inexistentes. Entendendo o arquivo como dispositivo regulador, tal qual nos fala Foucault em
Arqueologia do Saber (2008), o que eu busco nesta pesquisa é justamente desregrar o arquivo,
numa pesquisa por indícios, pelos restos e pelos rastros, desregulando aquilo que se construiu
como uma leitura canônica ou tradicionalmente disseminada e pondo em evidência novas
questões, corpos e experiências. Nesse sentido, esta pesquisa procurou atentar-se aos
processos de articulação, afastando-se de uma perspectiva que via os seus modos de fazer
muito mais próximos de um experimentalismo de vanguarda e aproximando-se do que
Reinaldo Laddaga (2012) nomeou como “ecologias culturais”, novas configurações que se
guiam por uma vontade de mudança, de movimentação no estado das coisas, de modo a
explorar uma diversidade de substâncias e o significado de comunidade. Nesse processo, foi
possível traçar uma leitura sobre os sujeitos responsáveis por esses modos de fazer: são essas
figuras “secundárias” – mulheres – que colocam em foco questões relacionadas ao trabalho
reprodutivo de sua comunidade.

Palavras-chave: poesia; arquivo; trabalho reprodutivo.

Abstract 

In the 70s, the multidisciplinary collective Nuvem Cigana brought us an idea of
circulality where it was possible in direct opposition to the dictatorial regime. The group,
which experienced the counterculture through the political repression of the lead years, was
responsible for moving the cultural scene in Rio at that time, making it an alternative to the
traditional press, promoting poetic performances and festive-carnival events. A
reinterpretation of the Nuvem today seems to point us to some of the aesthetic and political
paths that are present in the field of the arts and that perhaps have not yet been explored by
critics: the construction of new organizational models of production and the emergence of
literary productions that, sometimes, they projected themselves beyond the written word,
venturing into precarious or almost nonexistent records. Understanding the archive as a
regulatory device, as Foucault tells us in L’archéologie du savoir (1969), what I seek in this
research is precisely to deregulate the archive, in a search for evidence, for the remains and
for the tracks, deregulating what was built as a canonical or traditionally disseminated reading
and highlighting new issues, bodies and experiences. In this perspective, this research sought
to pay attention to the processes of articulation, moving away from a perspective that saw its
ways of doing much closer to avant-garde experimentalism, and bringing them closer to what
Reinaldo Laddaga (2012) named as “cultural ecologies”, new configurations that are guided
by a desire for change, movement in the state of things, exploring a diversity of substances
and the meaning of community. In this process, it was possible to trace a reading about the
subjects responsible for these ways of doing: it is these “secondary” figures – women – who
focus on issues related to the reproductive work of their community.

Keywords: poetry; archive; reproductive work.